Policiais da UPJ prendem homem que guardava droga em casa

Tijolos de maconha foram apreendidos. (Divulgação/Polícia Civil)

Os policiais civis da UPJ (Unidade de Polícia Judiciária) prenderam um homem que tinha a função de “mocó”, que na gíria policial, tem a função de guardar entorpecentes em casa. De acordo com a Polícia Civil, na residência do suspeito, que fica na Vila Monteiro, os investigadores teriam localizado dois tijolos de maconha. A abordagem ocorreu na manhã desta terça-feira (28). Ele foi levado para o distrito policial, onde foi autuado em flagrante sob acusação de tráfico de drogas e depois levado à carceragem, onde ficou até ser apresentado à audiência de custódia.

De acordo com investigação, o homem estaria envolvido com o tráfico de drogas, na região. Ele ficaria encarregado de separar o entorpecente e prepará-lo para venda principalmente, no Bosques do Lenheiro, onde residia anteriormente.

Os policiais desconfiaram que o suspeito teria mudado de endereço justamente para evitar uma abordagem policial.

“Conseguimos localizar seu atual endereço, onde conseguimos localizar os dois tijolos de maconha”, disse um dos policiais que participou da ocorrência. “Inicialmente, ele não foi localizado na casa, mas realizamos diligências nas imediações e logo depois acabou sendo localizado pelas equipes. Ele estava em uma casa perto do imóvel, onde a droga foi apreendida”, completou o policial.

INVESTIGAÇÃO

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito tinha a responsabilidade de guardar a droga bruta, ou seja, ira fazer o fracionamento e a respectiva embalagem.

O investigado foi levado para a UPJ, onde prestou depoimento antes de ser conduzido à carceragem. Segundo os investigadores, o suspeito tinha antecedentes por receptação.

 

Cristiani Azanha