Policiais do Deinter-9 prendem 94 pessoas na região durante Operação “PC 27”

Ação teve envolvimento de policiais de 52 municípios do Deinter-9 (Foto: Divulgação) Ação teve envolvimento de policiais de 52 municípios do Deinter-9 (Foto: Divulgação)

Os policiais civis do Deinter-9 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior) prenderam 94 pessoas e apreenderam quatro adolescentes durante a Operação PC 27, que foi realizada nesta quarta-feira (24). O nome da operação é uma alusão a atuação que ocorreu nos 26 estados e o Distrito Federal. Do total de prisões realizadas, 79 foram homens e mais seis mulheres tiveram mandados de prisões decretados pela Justiça, além de outros sete homens e duas mulheres que foram abordados em flagrante por tráfico de drogas ou porte ilegal de arma.

Kleber Antonio Torquato Altale, diretor do Deinter-9 disse que a operação teve a dedicação dos policiais envolvidos nos 52 municípios do departamento. “O foco da operação foi manter o controle sobre as prisões dos foragidos da Justiça. Nosso departamento já vem realizando as operações periódicas nas seis seccionais atendidas”, afirmou Altale.

Durante a atividade policial, foram cumpridos 434 mandados de busca e prisões. Duzentos e oitenta policiais civis da região de Piracicaba participaram da operação.

Em Capivari, os policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) e DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), sob a coordenação da delegada Maria Luísa Dall Bernardina Rigollin, deram cumprimentos a seis mandados de prisões, dos quais um deles foi um acusado de homicídio em Monte Alto (SP) e apreensões de três máquinas de caça-níqueis.

De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública) até às 17h, 1.193 pessoas foram detidas, sendo 120 em flagrante e apreensões de 76 adolescentes. Além disso, foram apreendidos, aproximadamente, 300 quilos de maconha em Santos, nove armas de fogo e 20 veículos.

“A Polícia Civil, além de realizar um trabalho investigativo, faz um trabalho preventivo. Quando uma ação como esta acontece, unindo todas as polícias do Brasil, o resultado não poderia ser melhor”, destacou a delegada-geral adjunta, Elisabete Sato. “Nós estamos preocupados em retirar das ruas pessoas condenadas para trazer tranquilidade e sensação de segurança à população”, completou.

A Operação PC 27 segue em andamento no Estado de São Paulo e em todo o Brasil. O foco, segundo a delegada Sato, são condenados por crimes de homicídio, latrocínios, estupros, roubos em geral e tráfico de drogas.

Da Redação