População de Sacramento protesta contra morte de Stephon Clark

A família de Stephon Clark se juntou a centenas de pessoas na renovação de pedidos de reformas, quase duas semanas após o homem negro de 22 anos, que estava desarmado, ter sido morto pela polícia de Sacramento.

A noiva de Clark, Salena Manni, subiu ao palco com seus dois filhos, avó e tio para o encontro sábado organizado pela população de Sacramento e pelo ex-jogador da NBA, Matt Barnes.

Barnes ampliou os pedidos de acusação contra os dois policiais que estão em licença administrativa.

A manifestação pacífica, que atraiu entre 200 e 300 pessoas para um parque, ocorre um dia depois de uma autópsia privada divulgada pela família mostrar que Clark foi baleado pelas costas.

Cerca de 150 pessoas participaram de outra vigília e protestos no sábado à noite.