Poupatempo, um sonho consolidado

Há dez anos, tive a oportunidade de assinar, como testemunha, o contrato de cessão do imóvel do município ao Estado para instalação do Poupatempo Piracicaba, ao lado do então secretário de Estado de Gestão Pública, Sidney Beraldo, e do prefeito Barjas Negri.
 
A solenidade, realizada na praça José Bonifácio, era resultado de um pleito da nossa região que começou em 2007, quando estive, como deputado federal, com Barjas Negri, em reunião com o então governador José Serra e com o secretário Sidney Beraldo para solicitar a instalação de uma unidade do Poupatempo em Piracicaba. Pela experiência que tínhamos acompanhado em São Paulo e outros municípios paulistas, acreditávamos que o serviço seria essencial para um município em franco desenvolvimento como o nosso.
 
O Poupatempo Estadual de Piracicaba foi instalado no subsolo do Comurba. Um nobre destino para a área que abrigaria um projeto arquitetônico audacioso, inspirado no edifício Copan que havia sido projetado por Oscar Niemeyer para a capital paulista. O Comurba, ou edifício Luiz de Queiroz, ruiu em 6 de novembro de 1964 e finalmente, 46 anos após o incidente, o prefeito Barjas Negri e o então governador José Serra encontraram um uso adequado ao espaço, localizado na área central da cidade.
 
A proposta deste local foi aceita após procura de imóveis no município feita pela equipe da Gerência de Planejamento e Implantação da Superintendência de Novos Projetos do Programa Poupatempo. Os técnicos deram preferência à área principalmente por sua localização.
 
Ocupando uma área de 2.700 metros quadrados, o Poupatempo foi inaugurado no dia 12 de março de 2010. O 17º posto da Central de Atendimento ao Cidadão no Estado recebeu investimentos da ordem de quase R$ 40 milhões, boa parte em equipamentos, para que a unidade estivesse apta a realizar 4.000 atendimentos diários.
 
Já no início, a unidade concentrava mais de 50 serviços presenciais e 2.000 eletrônicos. No local, oito órgãos passaram a prestar serviços: Acessa SP (acesso gratuito à Internet), Detran (Departamento Estadual de Trânsito), e-poupatempo (serviços públicos eletrônicos), Instituto de Identificação (IIRGD), Secretaria de Estado do Emprego e Relações do Trabalho (Sert), Secretaria da Fazenda e Banco Nossa Caixa, além de alguns setores da Prefeitura de Piracicaba.
 
Desde então, o Poupatempo passou a ser tão requisitado que o Estado decidiu criar unidades móveis para atender à população. Em Piracicaba, começou a funcionar este ano um totem de autoatendimento no Shopping. No equipamento, os clientes podem solicitar serviços como a emissão e impressão gratuita do Atestado de Antecedentes Criminais e fazer a solicitação de segundas vias da CNH e do RG, desde que tenham passado pela coleta biométrica no Poupatempo nos últimos três anos.
 
A aprovação dos usuários, que motivou a expansão, é o atestado de que a prestação de serviços facilitou a vida da população de Piracicaba e de todo o nosso aglomerado urbano. Uma satisfação para todos nós que aqui vivemos.
 
Antonio Carlos Mendes Thame é deputado Federal pelo PV-SP.