Praça José Bonifácio precisa desde iluminação até paisagismo, diz Lair

Alvo de sua atuação parlamentar desde que assumiu uma cadeira na Câmara, em janeiro do ano passado, a revitalização da praça José Bonifácio, no Centro, voltou a ser cobrada pelo vereador Lair Braga (SD). Ao percorreu o local, ele apontou os aspectos que carecem de investimentos da administração municipal.
 
Braga chamou a atenção para o fato de a praça, da forma como está hoje, atrair poucas pessoas e afugentar lojistas, tornando-se, principalmente ao final do dia, um espaço ocupado por indivíduos que fazem mau uso do local. O vereador citou o exemplo do bebedouro, que acaba sendo utilizado como lavabo por moradores de rua.
 
Em outubro passado, o parlamentar já havia expressado indignação com a situação. “Estou há 37 anos convivendo com a inércia e a falta de vontade de querer resolver esse problema, que é uma vergonha para a cidade. Não aguento mais ser cobrado pelos comerciantes e pela população sobre o que ocorre lá: são cenas de sexo, pessoas que tomam banho no bebedouro”, citou o vereador.
 
Ele conversou com comerciantes que atuam no local. Lúcia Marangoni, 62, há 27 anos à frente de uma barraca de artesanato, pediu a poda de uma árvore específica, que, situada próxima ao seu ponto, serve de abrigo para inúmeros pombos a superpopulação dessas aves é um dos principais problemas da praça. “Inclusive estou com a ‘doença do pombo’: o pé engrossa e a unha vai ficando preta”, disse Lúcia, exibindo os efeitos visíveis em seu corpo.
 
O engenheiro ambiental Felipe Gomes, do setor de arborização da Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente), acompanhou Lair Braga na visita à praça e sinalizou que a poda pontual pedida por Lúcia deve ser atendida ele lembrou que todas as árvores passaram, há quatro meses, por cortes preventivos.
 
Outro aspecto que gera riscos à saúde é o chafariz desativado. A relação de melhorias inclui a remodelação dos canteiros, a ampliação da iluminação, o reforço na segurança e a limpeza contínua dos equipamentos.
 
Radialista que tem a praça como endereço de trabalho desde 1980, Lair Braga realizou audiência pública na Câmara e elaborou emenda ao Orçamento de 2018, rejeitada pelo plenário, que destinaria R$ 500 mil para a revitalização do local.
 
Mesmo assim, o vereador mantém conversas com o prefeito Barjas Negri (PSDB) para viabilizar um projeto para a recuperação do principal espaço público do Centro da cidade. O chefe do Executivo afirma desde sua gestão anterior ter um plano para o local estima-se que no valor de R$ 1,5 milhão , mas ainda não há uma data para que ele seja posto em prática.