Prefeitura de SP acolheu 1,9 mil pessoas devido às baixas temperaturas

Prefeitura de SP acolheu 1,9 mil pessoas devido às baixas temperaturas
Fonte: Agência Brasil

Pelo menos 1,9 mil pessoas em situação de rua foram acolhidas no período noturno desde o início do Plano de Contingência para Situação de Baixas Temperaturas, implantado pela prefeitura de São Paulo. Ontem (6), foram acolhidas 141 pessoas, sendo 68 pela busca ativa dos orientadores socioeducativos. Recusaram atendimento 15 pessoas. A ação se estende até o dia 20 de setembro e será intensificada sempre que a temperatura atingir um patamar igual ou inferior a 13ºC.

Segundo as secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Cidadania, Saúde e Segurança Urbana, o objetivo é zelar pela segurança e bem-estar dessa população com o acolhimento de crianças, adolescentes, adultos e idosos durantes os meses mais frios do ano. A abordagem é feita por equipes de orientadores socioeducativos, que oferecem encaminhamento e acolhimento em locais protegidos do frio. Eles atuam das 8h às 22h.

Serviços

De acordo com informações da prefeitura, são 148 serviços para esse público, além de 22 mil vagas, sendo 18.411 de acolhimento. A rede também oferece 128 serviços de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes (Saicas) que, juntos, disponibilizam 2.335 vagas. Para a Operação Baixas Temperaturas, foram aditadas vagas emergenciais: 20 para os Saicas e 260 para a população de rua.

Fazem parte dos serviços disponibilizados os centros de Acolhida, centros temporários de acolhimento (CTAs), unidades de Atendimento Diário Emergencial (Atendes), núcleos de Convivência, Repúblicas e Serviços de Abordagem, além de bagageiro e projetos especiais Autonomia em Foco e Família em Foco, entre outros.

A pessoa que chega aos centros de acolhida tem acesso a cama, cobertor, travesseiro, banho, jantar e café da manhã. Ela também recebe atendimento social e é encaminhada para outras serviços de políticas públicas, de acordo com a sua necessidade. Não há fila de espera para obter vaga. Basta que a pessoa aceite o acolhimento oferecido pela prefeitura e preencha uma ficha com os dados básicos para identificação. A pessoa também pode procurar esses locais espontaneamente.

Apoio da população

Para ajudar uma pessoa em situação de rua é preciso apenas solicitar uma abordagem social por meio da Coordenação de Pronto Atendimento Social (CPAS). A central funciona 24 horas e pode ser acionada pela Central SP 156. A solicitação pode ser anônima. É preciso informar o endereço da via em que a pessoa em situação de rua está, com número aproximado; citar pontos de referência; informar as características físicas e detalhes de como a pessoa a ser abordada está vestida.

Doação de agasalhos

Mais de mil pontos de coleta de agasalhos foram disponibilizados em todo o estado de São Paulo durante a Campanha do Agasalho de 2019. São mais de dez shoppings da região metropolitana, estações de metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), e rodovias, como a Castelo Branco, Tamoios e Washington Luís, com pontos de doação de roupas e cobertores novos ou em bom estado.

Segundo informações do governo estadual, das 26 mil caixas para distribuição no depósito do Fundo Social de São Paulo, no Jaguaré, zona oeste da capital, mais da metade já foi retirada por empresas públicas e privadas, comércios e municípios parceiros. Os interessados em retirar as caixas podem se informar no site oficial www.campanhadoagasalho.sp.gov.br. Quem quiser saber onde estão os pontos de coleta também podem acessar o site.

“O principal objetivo da campanha deste ano é arrecadar produtos novos ou em bom estado, preferencialmente cobertores e agasalhos. Em edições anteriores, cerca de 30% dos produtos doados estavam rasgados, sujos e sem condições de uso pela população em situação de vulnerabilidade”, disse o governo estadual.

Tempo

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), a capital paulista na manhã de hoje (7) termina com céu claro, sem chuvas e com temperaturas em elevação. Os termômetros marcam 20,6ºC, com a máxima podendo alcançar 24ºC. Não há previsão de chuvas.

Para o final de semana, o sol deve predominar em quase todo o estado, com baixa umidade à tarde. No litoral a nebulosidade é maior por conta do transporte de umidade do oceano para o continente. As temperaturas mínimas permanecem baixas, com possibilidade de geada fraca nas regiões serranas, especialmente na Serra da Mantiqueira. As máximas sobem gradativamente ao longo da semana que vem.

Prefeitura de SP acolheu 1,9 mil pessoas devido às baixas temperaturas