Prefeitura vai investir R$ 3,5 mi em novo sistema de câmeras

serviços Licitação visa aquisição de equipamentos e serviços para monitorar ruas da cidade. ( Foto: Amanda Vieira/JP)

O prefeito Barjas Negri autorizou abertura de licitação para a aquisição e locação de equipamentos e contratação de serviços para central de monitoramento que vai integrar soluções de mobilidade para gestão, fiscalizar por vídeo monitoramento as vias públicas e veículos de Piracicaba. Os objetivos são promover a segurança dos munícipes e usuários do trânsito, reduzir congestionamentos e gerar informações online, além de estatísticas de trânsito. O valor investido deve chegar a R$ 3,5 milhões.

No pacote da central estão incluídos equipamentos como servidor de gerenciamento de câmeras, servidor de videowall, servidor de storege de gravação, sistema de VMS, sistema de OCRs, no-break, estações de trabalho, ar-condicionado e monitores 55’. Os serviços incluem suporte técnico, operacional e instalação elétrica e treinamento para operação de software, entre outros.
Para o ambiente externo de monitoramento, será necessária a aquisição 15 Câmeras PTZ novas, 40 câmeras fixas OCRs, 20 câmeras fixas panorâmicas, uma unidade móvel de monitoramento e infraestrutura de transmissão de dados para central além da necessidade da troca de 15 câmeras PTZ já existentes.

De acordo com o prefeito, a tecnologia empregada na central permitirá o monitoramento das vias com captura de imagens por meio de câmeras e reconhecimento eletrônico de placas de veículos, integrao ao sistema estadual Detecta. “Dessa forma, teremos um controle e um conhecimento maior sobre a circulação de veículos nas ruas e avenidas da cidade, o que vai facilitar a tomada de decisões para possíveis intervenções, como por exemplo, ao identificar quando um carro roubado estiver circulando pelo município”, explicou Barjas.

O secretário de Trânsito e Transportes (Semuttran), Jorge Akira, analisa a nova ação pelo viés do trânsito, já que Piracicaba possui uma frota de veículos grande – 310 mil veículos, o que representa 1,3 habitante por veículo -, além dos chamados “estrangeiros”, que circulam pela cidade diariamente. Nesse caso, calcula-se que Piracicaba recebe cerca de 15% de veículos de outros municípios diariamente. “A geração de imagens, dados e informações será decisiva para a segurança e o planejamento do tráfego em Piracicaba, por meio da Central Semafórica, com informações em tempo real das condições de trânsito”, avalia.

CEMEL — O pacote também vai permitir o cruzamento de informações entre a Cemel (Central de Monitoramento) da Guarda Civil com o sistema Detecta. “A Cemel possui hoje 118 câmeras distribuídas pela cidade e monitora comércios, praças, ruas e avenidas. Agora, será possível atualizar o software da Cemel, favorecendo a instalação de novas câmeras com tecnologia digital, com imagens em alta definição, e maior capacidade de armazenamento de imagens”, explica a comandante da Guarda Civil, Lucineide Maciel. As novas câmeras serão instaladas em pontos estratégicos do município, onde há uma incidência maior de crimes, e nas principais avenidas da cidade.

( Da Redação)