Preservando o Futuro recebe inscrições de 20 projetos

futuro Microbacia do ribeirão dos Marins foi a campeã. (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Piracicaba recebeu a inscrição de 20 projetos para o Programa de Pagamento por Serviços Ambientais Preservando o Futuro, sendo que 19 deles ficam na microbacia do ribeirão dos Marins e um na do ribeirão Congonhal, segundo informações da Sema (Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento). O Preservando o Futuro tem como objetivo a preservação de áreas rurais com potencial de recursos hídricos. Como contrapartida, o proprietário da área recebe uma compensação em dinheiro. Para este ano, o valor previsto a ser investido pela prefeitura é de R$ 125 mil. Para 2019, o montante será de R$ 250 mil.

Para o aumento da qualidade dos recursos hídricos, o programa tem três ações principais a fim de proporcionar a adequação ambiental das propriedades rurais: implementação do saneamento básico da propriedade rural, com coleta e destinação correta de águas servidas e destinação ambientalmente adequada dos resíduos sólidos produzidos na propriedade; adoção de práticas conservacionistas do solo a fim de evitar e/ou conter processos erosivos, além de melhorar a infiltração de água no solo; implantação, recuperação e manutenção da vegetação das APPs (Áreas de Preservação Permanente) e dos maciços florestais da propriedade.

Ainda de acordo com a Sema, já foi dado início à análise dos projetos, por uma equipe multidisciplinar, composta por membros da Sema, Sedema (Secretaria de Defesa do Meio Ambiente), Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) e Ipplap (Instituto de Pesquisas e Planejamento de Piracicaba). Posteriormente a essa etapa, serão realizadas vistorias nas propriedades e a análise final dos projetos serão submetidas a apreciação da UGP/PSA (Unidade Gestora de Projetos) e do Comder (Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural).

RIBEIRÃO DOS MARINS – A microbacia do ribeirão dos Marins, que mais tem projetos inscritos, é uma das sete prioritárias para a preservação, de acordo com estudo da empresa Irrigart, de 2010, para elaboração do Plano Municipal de Gestão de Recursos Hídricos. O Marins tem aproximadamente 25 km de extensão. Sua nascente está localizada no município de Piracicaba, entre o bairro rural Sete Barrocas. Sua foz é o rio Piracicaba, entre o bairro rural Pau D’Alhinho e o urbano Ondinhas.

De acordo com informações da Sedema, a importância do Marins é reforçada pelo número de localidades pelas quais passa. No sentido nascente-foz, cruza o Sete Barrocas, Passa Cinco, Serrote, Monjolinho, Volta Grande, Pau Queimado, Nova Suíça, Santo Antônio, Bangé e Pau D’Alhinho (rurais), além de cinco bairros urbanos, São Jorge, Morato, Glebas Califórnia, Jupiá e Ondinhas.
Além de ser uma das sete microbacias mais importantes, a do Marins fica entre as quatro com potencial para abastecimento público futuro do município de Piracicaba, segundo estudo mais recente, de 2014, da empresa VM Engenharia. Dessa forma, e por estar mais próxima do perímetro urbano, a microbacia do ribeirão dos Marins é considerada como prioritária pelo Preservando o Futuro.

(Da Redação)