Presidente da Turquia sugere investigação sobre caso Khashoggi

Presidente da Turquia sugere investigação sobre caso Khashoggi
Fonte: Agência Brasil

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que se necessário levará o caso do desaparecimento e assassinato do jornalista Jamal Khashoggi no âmbito da Organização das Nações Unidas (ONU). Ele ressaltou que a morte por asfixia e os detalhes do assassinato existem investigação internacional.

“O saco plástico que se colocou nele e o sofrimento posterior. Todos já sabem. Deixamos que escutam isso”, afirmou Erdogan em referência às gravações que registraram os últimos momentos do jornalista. “Se for necessário, levaremos o caso para as Nações Unidas para o poder internacional faça o que considerar preciso.”

As declarações do presidente turco foram feitas a um grupo de jornalistas que o acompanhavam durante a Cúpula dos Líderes do G20, em Buenos Aires. Da Argentina, Erdogan seguiu para a Venezuela.

Para o presidente da Turquia, o caso Khashoggi é um “problema mundial” e insistiu que as autoridades da Arábia Saudita devem informar onde está o corpo do jornalista morto. Segundo ele, é necessário esclarecer tudo o que envolve o assassinato. Erdogan negou que tenha a intenção de causar danos à imagem da família real saudita.

*Com informações da Télam, agência pública de notícias da Argentina.

Presidente da Turquia sugere investigação sobre caso Khashoggi