Presidente do Senado é escolhida para tentar romper impasse político na Itália

O presidente italiano, Sergio Mattarella, pediu nesta quarta-feira à presidente do Senado, Elisabetta Casellati, que atue como uma mediadora para tentar acabar com o impasse no quadro político do país e permitir uma nova coalizão de governo. Mattarella tenta assim que uma figura neutra altere o quadro atual, gerado após as eleições de março.

O Movimento 5 Estrelas e a coalizão mais à direita encabeçada pela Liga estão em um impasse. Casellati não deve liderar um futuro governo, mas está encarregada de facilitar sua formação.

O presidente pediu que ela explore a possibilidade de um governo apoiado pelo 5 Estrelas e pela coalizão direitista liderada pela Liga, um partido contrário à imigração. Essa coalizão inclui o partido Forza Italia, do ex-premiê Silvio Berlusconi.

A estratégia do presidente surge após duas rodadas de diálogo entre líderes partidários não resultarem num acordo para o novo governo.

No início de março, as eleições resultaram em um Parlamento dividido, com as cadeiras destinadas a três grandes blocos, sem nenhum deles com força suficiente para governar sozinho.

A coalizão de centro-direita obteve mais votos, com 37% do total. O 5 Estrelas veio em seguida, com 32%, o que fez dele o maior partido único. A coalizão de centro-esquerda do Partido Democrático ficou atrás. Fonte: Dow Jones Newswires.