Prestador da CPFL é esfaqueado após tentar desligar energia de apartamento

Confusão ocorreu perto de condomínio (Divulgação)

Um prestador de serviço da concessionária CPFL Paulista foi esfaqueado na manhã de quinta-feira (7), após tentar desligar a energia elétrica de um apartamento em um condomínio residencial da avenida Comendador Luciano Guidotti. A cabo da Polícia Militar Sueli Tavares, que mora nas imediações avisou os bombeiros. A vítima foi socorrida ao Hospital da Unimed, onde permanece internado, segundo a polícia. O suspeito fugiu após o ocorrido, mas pouco tempo depois voltou ao apartamento para trocar de roupa e foi preso PM.

Segundo a policial, ela chegava à portaria do condomínio, quando já encontrou o prestador ensanguentado. “Ele disse que tinha sido atingido por um morador, após tentar cortar a energia elétrica. O acusado empurrou-o e logo em seguida deu uma facada. Percebi que passava uma viatura dos bombeiros nessa hora e iniciei as medidas para o socorro”, afirmou a cabo.

Segundo ela, o autor saiu do apartamento, mas pouco tempo depois voltou ao apartamento e foi surpreendido pela Polícia Militar que já estava no local. O suspeito, um comerciante de 24 anos, foi levado à UPJ (Unidade de Polícia Judiciária), onde foi autuado em flagrante sob acusação de tentativa de homicídio. Ele permaneceu na carceragem até ser apresentado à audiência de custódia.

Os policiais apreenderam uma jaqueta preta, que teria sido usada pelo agressor. A peça estava molhada e dentro de um saco transparente azul.

Em nota, a CPFL Paulista, lamentou o ocorrido e informou está em contato com a empresa terceirizada, onde a vítima trabalha para dar o suporte necessário.

 

Cristiani Azanha

[email protected]