Prevenção ao suicídio é tema de atividades

suicídio O suicídio é a terceira causa de morte no Brasil. (foto: Claudinho Coradini/JP)

Ao longo deste mês, a Secretaria Municipal de Saúde e parceiros,vão realizar uma série de atividades referentes ao Setembro Amarelo, mês escolhido para a sociedade discutir sobre um dos temas mais complexo da contemporaneidade: o suicídio. De acordo com a pasta, em 2017 ocorreram 23 suicídios em Piracicaba e outras 156 tentativas, “além de um número indeterminado de pessoas que pensaram em tirar a própria vida”, informou a pasta.

Para as atividades, a Saúde vai envolver a Raps (Rede de Atenção Psicossocial), o DAB (Departamento de Atenção Básica), o Cerest (Centro de Referência da Saúde do Trabalhador), a VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal) e o Cedic (Centro de Doenças Infectocontagiosas) junto aos parceiros Rotary Clube Povoador, empresa Via Ágil, CVV (Centro de Valorização da Vida), APM (Associação Paulista de Medicina), Unimed Piracicaba e Faculdade Anhembi Morumbi.

Conforme explica a coordenadora médica do DAB, Anay Ferrer, somente 40% dos casos chegam ao conhecimento da rede pública de saúde. “Costumo dizer sobre esse tema-tabu que estamos diante de um iceberg, porque somente sua ponta fica exposta. Não temos ainda dados suficiente para saber o que há em sua dimensão profunda”.

A coordenadora da Raps, Vandrea Novello, corrobora da mesma opinião. “O suicídio é um tema importante para a saúde mental, uma vez que o desencanto pela vida, na maioria dos casos, está relacionado com problemas psíquicos, que precisam ser identificados e tratados em tempo”, explica.

Eliane Soares, coordenadora de divulgação do CVV, diz que o suicídio é a terceira causa de morte no Brasil. “Ocorre um suicídio a cada 45 minutos. Por mês, são quase 12 mil mortes. Mas 90% dos casos poderiam ser evitados, se essas pessoas tivessem procurado ajuda médica, psiquiátrica, ou familiar. Ou ainda, se tivessem procurado o CVV pelo telefone 188 para falar sobre o assunto”.

Para abordar a temática, a foi elaborado um cronograma de atividades. Entre as principais, estão: dia 12, às 20h, no anfiteatro do Centro Cívico, palestra com psicoterapeuta e psicólogos da APM; além de rodas de conversa sobre prevenção ao suicídio nos Cras (Centro de Referência da Assistência Social) Mário Dedini e Vila Sônia, dia 13; no Novo Horizonte (18/9); no São José (19/9), Piracicamirim (25/9); Jardim São Paulo (27/09); caminhada e passeio ciclístico, organizados pelo Rotary Club Piracicaba Povoador, com saída na Ponte Pênsil (23/9, às 8h); e no dia 26, a Unimed convidou para palestra no anfiteatro da Acipi o especialista Neury Botega.

(Felipe Poleti)