Primeiro ponto de ônibus com jardim no teto de Piracicaba será implantado nesta sexta-feira

Imagem ilustra com pode ficar o ponto de ônibus com o plantio (Foto: Divulgação)

O primeiro ponto de ônibus com jardim vertical e no teto de Piracicaba será implantado nesta sexta-feira, no bairro Monte Alegre, em evento que ocorre das 9h às 11h, em frente ao centro comunitário do bairro, situado na avenida Comendador Pedro Morganti, 155. Na ocasião, acontece plantio de diferentes espécies de plantas. O encontro deve reunir representantes do poder público e é aberto a interessados. Será servido café aos participantes. A iniciativa é da associação de moradores do bairro, com apoio da empresa de construção de jardins verticais e telhados verdes Vertigarden.

Conforme Silvio César Michelon, integrante da associação de moradores do bairro Monte Alegre, no teto do ponto de ônibus terá kalanchoe, gênero de plantas suculentas de origem africana e conhecida como flor-da-fortuna. No fundo da estrutura do ponto (painel das costas dos passageiros) ficarão samambaias, sunPatiens e aspargo alfinete. Nas laterais estarão dois vasos com espada-de-são-jorge. A irrigação das plantas, segundo Michelon, é automatizada. “Eventuais intervenções serão feitas pela Vertigarden”, afirmou.

Preparação do ponto de ônibus para receber plantas (Foto: Divulgação)

Ele contou que a ideia de implantar o jardim vertical e no teto do ponto de ônibus surgiu em reunião da diretoria do centro comunitário sobre conservação e revitalização, entre outras ações, do bairro.

“Temos com esta iniciativa o fator social, de o cidadão tomar conta do patrimônio público, e o fator ambiental, de mostrar para o mundo que hoje também conseguimos verticalizar os jardins. As cidades estão crescendo rapidamente de forma desordenada e com isso se tem menos espaços para plantar. Os jardins, como as pessoas que se verticalizam quando moram em apartamentos, estão deixando o chão e indo para as paredes. Esses jardins trazem um conforto no olhar. Quem estiver no ponto de ônibus terá como apreciar as plantas”, afirmou.

Além de plantas decorativas/ornamentais, Michelon explicou que existe a possibilidade de que haja plantio de alimentos nos painéis dos pontos de ônibus, principalmente temperos e condimentos, como alecrim, manjericão, hortelã, camomila e erva-cidreira. “Neste caso, teremos, ainda, um efeito funcional, gerando alimento para população, fomentando o conceito das urban farms (agricultura urbana)”, comentou, acrescentando que a intenção é que tanto o poder público quanto a população em geral se engajem no desenvolvimento de mais pontos de ônibus com jardim vertical e no teto.

Diversos locais do Brasil já possuem pontos de ônibus com jardim, como Salvador (BA), Florianópolis (SC) e Caxias do Sul (RS).

Sabrina Franzol