Professor francês dá aula magna na Unimep

Reconhecido por inovar a gestão educacional da Universidade de Limoges (França) nas áreas de direitos humanos e meio ambiente, o professor emérito Michel Prieur esteve ontem em Piracicaba para realizar aula magna dos cursos de graduação e pós-graduação em Direito da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba). A conferência, assistida por mais de 600 pessoas, foi organizada pelo docente da Faculdade de Direito da Unimep, Paulo Affonso Leme Machado junto a direção e coordenação dos cursos de Direito da universidade.
 
O principal motivo da visita de Michel Prieur que também é presidente da CIDCE (Centro Internacional de Direito Comparado do Meio Ambiente), da França foi o de mostrar as novidades e conquistas obtidas em convenção regional na América Latina. “Foi aprovado o incremento de ações de direitos humanos e ambiental além de propor uma convenção universal para debater o tema e ampliar o acesso a informação e a Justiça Ambiental”, disse Prieur.
 
O professor francês lembrou que o Brasil tem boas leis de direitos humanos e ambientais, porém, é necessário que as autoridades públicas façam que essas leis sejam respeitadas. “Não adianta só ter, é preciso que os políticos e demais autoridades apliquem essas leis e fomentem essas aplicações em nível internacional”, explicou.
 
Sobre Piracicaba, Prieur disse que a cidade tem uma ligação forte entre saúde e meio ambiente. “Aqui se discute muito sobre água, o rio, poluição, uso de automóveis, industrias, que por fim estão ligados ao bem estar da população e sua saúde”, afirmou. Apesar deste “elogio à Piracicaba”, o professor francês se diz “chocado” com algumas situações que viu em suas andanças pelo Brasil. “Parece que não se preocupa com a questão da paisagem, tanto urbana, da periferia e ao lado das grandes cidades. Fiquei assustado ao ver, no caminho de São Paulo para cá, diversos outdoors no meio das florestas. Na Europa, este tipo de publicidade é fortemente fiscalizada”. Conforme explicou o docente da Unimep, Paulo Affonso, que tem acompanhado a visita do “amigo francês” ao Brasil, Prieur vem fazendo um tour pelo país para falar de direito e meio ambiente.