Profissões do futuro

Os tempos mudam e novas profissões estão dominando o mercado (Freepick)

De tempos em tempos, profissões desaparecem ao passo que outras surgem. No passado, por exemplo, era necessário um telefonista para que uma ligação fosse feita e assim, acessar os registros de chamadas. Hoje com o avanço da tecnologia essa função perdeu espaço e foi extinta.
De um lado, pode parecer um problema, pois soa como se os empregos estivessem sendo tomado pelas máquinas, mas na medida que velhos trabalhos somem, novos são criados.
VIDEOMAKER
Dos vídeos caseiros no início dos anos 2000 até os grandes patrocínios, filmes e comerciais, o trabalho de criador de conteúdo desenvolveu rapidamente nesse curto período, principalmente por causa da sociedade se comunicar pela internet. O Brasil ocupa o segundo lugar de país que mais passa tempo assistindo vídeos no Youtube. Esse profissional participa de todo processo de criação: roteiro, captação, edição, áudio e até mesmo a criação de um canal no YouTube.

CRIADOR DE GAMES

O Brasil é considerado um dos maiores consumidores de videogames do mundo, segundo o Ministério da Cultura, nos últimos dois anos, 1.700 jogos foram produzidos, e com essa paixão o mercado deseja cada vez mais jogos novos, com isso a profissão de desenvolvedor de jogos vem crescendo, principalmente, em jogos independentes, os famosos indie.

BELEZA E BEM-ESTAR

Por falar em mercado de crescimento a indústria da beleza continua em alta, mesmo em tempos de crises as mulheres continuam a procurar maneiras de se cuidar. Atualmente os homens participam também desse mercado e as profissões de estética abrem novos patamares com a tecnologia uma grande aliada.

CUIDADOR
É evidente que a população vive cada vez mais, de acordo com dados da ONU (Organização das Nações Unidas) em todos os continentes, com exceção da África, um quarto da população será idosa, com isso, o trabalho de cuidador se tornará cada vez mais imprescindível para garantir a qualidade e bem-estar desta última etapa da vida.

Larissa Anunciato
[email protected]