Profissões que devem acabar com a transformação digital

digital Lidar com a tecnologia para se manter no mercado. ( Foto: Freepik)

A transformação digital muda o mundo rapidamente e seria ingênuo acreditar que isso não a fetará o mercado de trabalho. Um estudo do Instituto Sapiens, com dados do Ministério do Trabalho da França indica que algumas profissões vão sumir até 2050.

Até lá, bancários não serão mais necessários, contadores serão substituídos e, no mesmo ritmo, caixas em lojas, analistas de riscos, secretários e profissionais da manutenção também perderão
os seus postos de trabalho.

O Estudo
Para fazer a previsão, de acordo com o Carreira e Emprego, os pesquisadores levaram em consideração as profissões que podem ser facilmente automatizadas. Depois, os dados foram cruzados com áreas que mais perderam trabalhadores nos últimos tempos e, finalmente, foi feita a projeção descrita acima. Os resultados indicam que a principal consequência da revolução tecnológica, entretanto, não é a extinção de profissões. O grande problema é a dificuldade de adaptação das universidades: o ritmo de produção de conhecimento é mais rápido do que a
capacidade dos cursos se reinventarem e, assim, os profissionais acabam saindo já defasados da faculdade.

O Que Eu Faço?
O estudo também indica que o caminho para não perder espaço é aprender a lidar com a tecnologia a partir do aprendizado constante. Assim, os profissionais do futuro ocuparão postos que jamais poderão ser substituídos, como profissionais que atuam na resolução de problemas complexos, detêm habilidades sociais como trabalhar em equipe e sabem se reinventar para atuar em
diferentes situações.

(Da Redação)