Prostituta é presa após ameaçar divulgar fotos de suposto cliente

Acusada prestou depoimento no 7º Distrito Policial (divulgação/Polícia Civil)


Uma prostituta de 41 anos foi presa após ser acusada de tentar extorquir um cliente que teria desistido do programa. De acordo com a Polícia Civil, ela queria que fosse pago a quantia de R$ 200, caso contrário divulgaria as mensagens e fotos trocadas entre eles. O cliente, um aposentado de 60 anos, teria avisado os policiais civis do 7o Distrito Policial, e a acusada foi presa em um ponto de encontro, no bairro Balbo, que teria combinado para o recebimento do dinheiro. O flagrante aconteceu na manhã desta quarta-feira.
Segundo o boletim de ocorrência, por volta das 11h, o aposentado teria entrado em contato com os policiais civis, para denunciar que estava sendo ameaçado por uma garota de programa. Ele teria relatado que teria conversado com a acusada pelo aplicativo WhastApp e durante as conversas e fotos íntimas, mas acabou desistindo do programa, quando soube que teria que pagar R$ 200 pelo programa. No entanto, a mulher passou a ameaçá-lo, pois se não efetuasse o pagamento iria expor as mensagens e fotos em redes sociais e prejudicá-lo junto à sua família.
Enquanto estava conversando com os policiais, o aposentado teria mostrado as mensagens da garota de programa exigindo que ele fosse até ao local combinado com a quantia em dinheiro, no bairro Balbo. A vítima teria sido orientada a marcar um local de encontro, onde seguiria com os investigadores.
Assim que chegaram ao local informado, o aposentado teria localizado a acusada, que acabou sendo detida pelos policiais.
Ela teria informado aos investigadores que realmente teria exigido o dinheiro do suposto cliente, mesmo após o aposentado ter desistido do programa.
A mulher foi conduzida ao 7o Distrito Policial, onde foi autuada em flagrante sob acusação de extorsão, pelo delegado Fábio Rizzo de Toledo. Depois foi conduzida à carceragem, onde ficou até ser apresentada à audiência de custódia.