Queda de energia pode ter inutilizado vacinas

Uma queda de energia pode ter causado a inutilização de cerca de 300 vacinas contra a febre amarela que estavam estocadas no Crab (Centro de Referência em Atenção Básica) do bairro Cecap. As doses serão encaminhadas ao laboratório fabricante, que dará a palavra final sobre a possibilidade de aplicação ou o descarte.
 
Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde, a geladeira onde o material estava guardado chegou, após o após o apagão, a 8,5 graus, o que viola o chamado “limite de segurança”, que fica entre 2 e 8 graus. A administração não confirmou o dia em que houve a queda de energia nem a quantidade de doses. 
 
O lote deve ser recolhido hoje e encaminhado para o laboratório fabricante, que avaliará, de acordo com as especificações técnicas, se as vacinas poderão ser utilizadas. A secretaria não definiu um prazo para que isso aconteça.
 
O montante em risco equivale a mais da metade do volume de vacinações feito diariamente em Piracicaba desde que o número de casos — e mortes — da doença ganharam os jornais de todo o país. No final de janeiro, segundo reportagem do Jornal de Piracicaba, a média era de 500 imunizações por dia nas 21 unidades de saúde do município que oferecem o serviço. 
 
Diferente do que acontece em 54 municípios, onde o governo paulista realiza campanha de imunização com doses fracionadas (com um quinto do conteúdo da dose total), a Prefeitura de Piracicaba vem aplicando a dose inteira. No entanto, devido a grande procura, para receber a vacina, as unidades de saúde exigem que o cidadão apresente um comprovante de residência. Moradores da zona rural e pessoas com viagem marcada para áreas endêmicas têm preferência no atendimento. 
 
 
PREJUÍZO — O vendedor Ageu Rodrigues de Campos estava no Crab do Cecap ontem para fazer um exame cardíaco quando recebeu a informação sobre a possibilidade de perda das vacinas. “Eu viajo toda a semana para a São Paulo, na região em que mais se precisa de vacina, então eu ia aproveitar o exame para me vacinar. Ouvi a funcionária falar que não estavam aplicando porque quase 300 vacinas foram perdidas e fiquei preocupado”, afirmou. De acordo com a Secretaria de Saúde, novas doses de vacina serão entregues hoje na unidade.