Queda do emprego em 2017 no Caged foi liderada pela construção civil

O fechamento de vagas de emprego com carteira assinada no ano de 2017 foi liderado pelo setor da construção civil, que fechou 103.968 postos formais no acumulado do ano. As informações fazem parte dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira, 26, pelo Ministério do Trabalho.

Também tiveram desempenhos negativos a indústria de transformação (-19.900 vagas), setor extrativo mineral (-5.868) e serviços industriais de utilidade pública (-4.557), além da administração pública (-575).

Por outro lado, três setores encerraram o ano com saldo positivo na geração de empregos: o comércio teve contratação líquida de 40.087 empregados, a agropecuária registrou 37.004 novos empregos formais e os serviços abriram 36.945 postos no acumulado do ano passado.

Em 2016, todos os oito setores da economia detalhados pelo Caged haviam registrado fechamento de empregos.