Recuperação da estrada da Ceagesp tem 70% da base concluída

Trecho de quatro quilômetros recebe obras de melhorias (Crédito: Amanda Vieira/JP)

Os problemas de ondulações no asfalto, buracos, falta de sinalização de solo, tão reclamados pelos motoristas que trafegam pela Estrada da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), estão sendo sanados. As obras de recuperação asfáltica da Estrada da Ceagesp (SPA-155/308), conhecida como Estrada do Ceasa, já têm 70% da base concluída ao longo do trecho de quatro quilômetros. A previsão de entrega da obra é para agosto deste ano, com investimento de R$ 4.299.865,02.

Ao todo, a Estrada do Ceasa tem oito quilômetros de extensão, sendo que o asfalto estava deteriorado em quatro quilômetros. Justamente nesse trecho, a faixa que separa o fluxo de tráfego na via estava apagada e, em alguns pontos, a pintura no asfalto apresentava sinais de desgaste. Outro problema era o acostamento em terra ou grama. Para solucionar os problemas, foi firmado convênio entre Prefeitura e Governo do Estado, aprovado pela Câmara de Vereadores e celebrado com a articulação do deputado Roberto Morais (PPS).



Os serviços são acompanhados pelo DER (Departamento de Estrada de Rodagem). No trecho de intervenção, 60% já receberam camada de binder, que é a camada intermediária de asfalto. Após a conclusão dessas etapas, a via receberá ainda a capa asfáltica. Os trabalhos avançam sentido rodovia Cornélio Pires. As obras seguem no sentido Ceagesp – rodovia Cornélio Pires, com desvios pontuais de trânsito pelo acostamento e sinalização provisória. A pista no sentido oposto – Cornélio Pires/Ceagesp – está aberta ao trânsito. Após o término dos trabalhos, as duas pistas serão liberadas.

A melhoria viária da Estrada do Ceasa é realizada pela DNP – Terraplanagem e Pavimentadora Foresto, empresa vencedora da licitação. Cabe a empresa, refazer totalmente o pavimento da SPA-155/308, nesse trecho de quatro quilômetros, com obras de drenagem incluídas. A manutenção do acostamento também será feita, assim como toda a sinalização horizontal e vertical da via.

(Eliana Teixeira)