Regularização de título de eleitor termina em um mês

O eleitor piracicabano e de todo o Brasil tem menos de um mês para regularizar sua situação junto a Justiça eleitoral e, assim, poder votar nas eleições, que acontecem no próximo mês de outubro. Segundo o TRE-SP (Tribunal Regional eleitoral de São Paulo), quem precisa se alistar, transferir e atualizar os dados tem até o dia 9 de maio, data-limite do calendário eleitoral. Para este ano, a identificação biométrica não é obrigatória em Piracicaba.
 
Segundo o chefe do Cartório da 93ª ZE (Zona Eleitoral), José Antonio Capelli, os atendimentos estão dentro da normalidade. “Somente na última semana, na 93ªZE, foram 212 atendimentos, sendo 71 para alistamentos, ou seja, títulos novos, 52 transferências de eleitores vindos de outros municípios para a cidade e 89 revisões, que englobam o eleitor que muda de local de votação, que fez biometria, alterou nome, estava com o título cancelado, etc”, afirmou o chefe do cartório.
 
De acordo com Capelli, o atendimento na 93ª Zona Eleitoral está sendo feito para todos os eleitores que comparecem ao Cartório e que as demais zonas têm encerrado o fornecimento de senhas no meio do dia, em razão do grande fluxo de eleitores. “Em razão da inexistência de vagas para agendamento, orientamos ao eleitor que precise regularizar compareça ao cartório com o título de eleitor, identidade (RG), CPF e comprovante de residência. Para o primeiro título, se masculino e maior de 18 anos, também o alistamento militar”, explicou.
 
O chefe do cartório lembrou que a biometria não é obrigatória em Piracicaba e que neste período os eleitores devem deixar o atendimento para aqueles que efetivamente necessitam de algum procedimento até 9 de maio. “Por outro lado, é importante chamar aqueles eleitores que possuem necessidades especiais, para que façam a alteração da seção eleitoral para uma Seção Especial, assim não terão problemas de acesso à Seção Eleitoral no dia da eleição.”, orientou Capelli.
 
 
 
BIOMETRIA – Dos mais de 286 mil eleitores piracicabanos – até dia 6 de abril – somente 56.427 haviam feito a biometria, ou seja, 19,7% do eleitorado local. De acordo com o chefe da 93ª ZE, o número de cadastramento está dentro do esperado para a cidade. “Estamos trabalhando próximo da capacidade total de equipamentos. Tanto é que no momento não há vagas para agendamento, pois todas as abertas estão esgotadas”, disse Capelli.
 
Além disso, Capelli descartou, no momento, a possibilidade de novos mutirões para biometria. “Não há nada programado, mesmo porque a biometria não é obrigatória e há outros eleitores que necessitam ser atendidos nesse momento”, afirmou o chefe do cartório.
 
 
 
NOME SOCIAL – Desde terça-feira, 3, travestis e transexuais podem incluir – até o dia 9 de maio – o nome social no título de eleitor e no caderno de votação das eleições. Em Piracicaba, até sexta-feira (6), foram atualizados um na 93ª Zona Eleitoral e outro na 270ª.