República Checa extradita suposto hacker russo para os EUA

A República Checa extraditou para os EUA um homem russo acusado de ter invadido computadores do LinkedIn, Dropbox e outras empresas americanas há cerca de seis anos, informou hoje uma autoridade checa.

O ministro de Justiça do país, Robert Pelikan, decidiu pela extradição depois de o principal tribunal checo rejeitar um recurso de última hora apresentado pelo russo.

Segundo uma porta-voz do ministério, o suposto hacker, Yevgeniy Nikulin, já foi extraditado em um voo para os EUA.

Os checos prenderam Nikulin em Praga num esforço de cooperação com o FBI, em outubro de 2016.

O ataque de Nikulin a computadores no Vale do Silício, na Califórnia, teria ocorrido em 2012. Promotores públicos americanos solicitaram sua extradição para que ele seja julgado.

Moscou também pediu a extradição de Nikulin por uma acusação separada de roubo na internet ocorrido em 2009. Fonte: Associated Press.