Respeitável público, o Festival de Circo vem aí!

A partir de sexta-feira, 16 até domingo, dia 18, o Engenho Central será a casa do circo brasileiro. Dentro das lonas, o picadeiro se acende e a magia toma conta dos corações que, mesmo tendo cem anos, pulsam como o de uma criança. É o 12º Festival Paulista de Circo que chega para trazer, durante três dias, o que há de melhor na arte circense produzida no país.

Este que é considerado o maior evento brasileiro no gênero, está na cidade pelo oitavo ano consecutivo, num esforço conjunto entre governo do Estado de São Paulo por meio da Secretaria de Estado da Cultura, Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo (SemacTur), Associação Paulista dos Amigos da Arte (APAA) e Cooperativa Brasileira de Circo. Um sucesso recompensado pela aceitação do público.

Juntando num só lugar 350 artistas que vivem do circo, mais quatro apresentadores, o Festival também estimula a troca de experiências entre eles próprios e o público. São espetáculos e números externos, mostrando as diferentes vertentes dessa tradição milenar e contribuindo para sua renovação.

Para exibir essa perfeita mistura de tradicional e contemporâneo, vários espaços estão sendo montados: as lonas Pimentinha e Piolin, o palco Figurinha (palco do Teatro Erotídes voltado para fora), a praça de alimentação, o espaço que abrigará a trave de aéreos, intervenções artísticas e o globo da morte, e a feirinha onde podem ser adquiridos produtos circenses e lembranças do evento. Neste ano, além do Engenho Central, outros pontos da cidade, como os bairros Água Branca e Parque dos Eucaliptos também serão contemplados com apresentações circenses.

Os destaques desta edição começam já na estreia, com a Festa no Picadeiro a partir das 20h, no dia 16/08. Trata-se de uma grande celebração realizada por um coletivo integrado por artistas de diversas gerações, com números aéreos, palhaçaria, equilíbrios, manipulação de objetos, danças e uma banda ao vivo que incorpora a função do apresentador no espetáculo. O grupo é dirigido por Erica Stopel, do Zani.

E na busca pela valorização e difusão das artes circenses, o Festival combina novidades à tradição das lonas, grupos renomados nacionalmente e internacionalmente. Assim, apresentações como O Circo e Suas Tradições, do Circo Spadoni, Bravíssimo, do Circo Stankowich, Cabaré Sabatino Bros com Irmãos Sabatino, La Gran Arena com Arena Circus, As Voltas Que o Mundo Dá, da Cia K, Rudá um Sonho Real, com Circo Rudá; Cabaré LaMínima, com a Cia. La Mínima; Mistureba, com Nostalgia e Tradição; Os Mequetrefes, com Parlapatões; A Brincadeira Contínua, da Cia. Tem Sim Sinhô; Casasa, com a Cia Kawa; Concerto em Ri Maior, da Cia dos Palhaços; Karaokê da Palhaça Rubra; Circo Caravana, com Caravana Tapioca; Cabaré CyrKlos, da Cia Tempo Cyr Whell; Palhaços, a Velha e Boa Gargalhada do Circo; Teatro Gelatina; Circo a Céu Aberto, com o palhaço Piter Crash; Show de Mágicas e Palhaçadas, com o palhaço Bochecha; The Bigosty Show, da The Bigosty Show; e muitos outros.

Fora das lonas também haverá muito para ver e fazer. Quem vier ao Engenho poderá ser surpreendido por pernas de pau, malabaristas e palhaços prontos para uma boa selfie. A programação completa está disponível no www.festivalpaulistadecirco.com.br. Diversão garantida para toda a família!