Roubos e furtos de carros caem no primeiro trimestre

As ocorrências de roubos e furtos de veículos em Piracicaba apresentaram queda no comparativo do primeiro trimestre deste ano e de 2017 . De acordo com os números divulgados ontem pela Secretaria de Segurança Pública do Estado, neste ano foram roubados 75 carros e 231 foram furtados na cidade, com 186 a menos nos dois casos. Nos três primeiros meses de 2017 foram registrados 103 casos de roubo de automóveis e outros 389 de furto. Os dados apontam uma redução de 40% no número de furtos e 27% nas ocorrências de roubos, o que segue uma tendência verificada já no comparativo do primeiro bimestre dos dois anos. 
 
O comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar (PM) do Interior, coronel Willians de Cerqueira Leite Martins, afirmou que a tendência é de queda nos números destas ocorrências ao menos nos próximos oito meses. 
 
Segundo o comandante, as causas para redução são um conjunto de fatores como a localização de desmanches e prisões de acusados;o crescente uso de câmeras de segurança, tanto em imóveis comerciais como residenciais; e a integração das forças de segurança (Polícia Militar, Guarda Civil e a Semuttran – Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes) nas ações de fiscalização de trânsito.“Além de reduzir os acidentes de trânsito, o aumento da fiscalização tem reflexo na redução de crimes”, explicou o coronel.
 
Para o comandante, Piracicaba e região têm conseguido reduzir os índices deste tipo de crime graças ao uso da metodologia do Degeo (Diagnóstico Evolutivo Geoponderado) — estudo que compara produtividade e crime violento contra o patrimônio a partir da prisão de procurados e apreensão de armas. “É uma ação importante pois evita que o procurado se envolva em outros crimes antes de ser preso”, avaliou. 
 
 
AUMENTO— Com relação ao número de homicídios em Piracicaba, no primeiro trimestre deste ano foram registradas foram cinco ocorrências, ante dois casos ano passado. Houve aumento também nos casos de estupro, de 11 no primeiro trimestre deste ano e nove nos primeiros três meses de 2017. Nas estatísticas do órgão estadual, a região de Piracicaba apresentou queda no número de casos e vítimas de homicídios em março. Os roubos e furtos em geral também apresentaram redução no mês.Já os casos de homicídios na região, o índice caiu 33,3% em março, passando de 24 para 16. O número de vítimas reduziu em 37,9%, de 29 para 18 no mês. No trimestre, houve aumento de 1,9% nos casos de 53 para 54. As vítimas de homicídio recuaram 5,1% no período. O número caiu de 59 para 56. Com as variações dos dois indicadores,as taxas de homicídio chegaram a 7,07 casos e 7,39 vítimas a cada 100 mil habitantes dos municípios da região.