Ruas no Centro Agrícola Taquaral continuam sem cascalho

Nivelamento já foi feito pelos próprios moradores do Centro Agrícola (Foto: Amanda Vieira/JP) Nivelamento já foi feito pelos próprios moradores do Centro Agrícola (Foto: Amanda Vieira/JP)

No último dia 5 de março, matéria publicada pelo JP relatou o problema enfrentado por moradores do bairro rural Centro Agrícola Taquaral, em Piracicaba. Sem cascalhamento nas ruas de terra, o bairro fica praticamente intransitável em dias de chuva. Na ocasião, a prefeitura havia informado que enviaria um técnico da Semob (Secretaria Municipal de Obras) para averiguar a situação e ver a necessidade da manutenção no local. “Ninguém apareceu aqui. As ruas continuam esburacadas. Moro aqui há seis anos e nunca a prefeitura fez manutenção. Para nivelarmos a rua, juntamos os vizinhos e pagamos pelo serviço que custou R$ 1.550”, reclama o pedreiro Ademir Barbosa Bueno, 49.

Bueno destaca que o pagamento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) é rateado entre os moradores. “Cada rua , que tem de 14 a 16 proprietários, paga cerca de R$ 9 mil por mês de IPTU. Dividimos esse valor pelo número de proprietários em cada rua”, explica.

PREFEITURA

Questionada novamente sobre a responsabilidade pela manutenção das vias do bairro Centro Agrícola Taquaral, a prefeitura informou, por meio do CCS (Centro de Comunicação Social), que o local trata-se de um lote rural, destinado ao pequeno produtor agrícola.

De acordo com o CCS, o uso do lote rural foi desvirtuado, sendo dividido em vários outros lotes de 20 mil metros quadrados e estes divididos em outros. Em nota, o Centro de Comunicação destaca que a prefeitura nunca fez a manutenção dessa área porque se trata de propriedade particular.

O CCS diz que cabe à prefeitura a manutenção da travessa Braúna e da avenida Marginal Santa Cruz do Rio Pardo, que são as vias principais do local. “Cada gleba tem um registro, mas está irregular. Há um ano entramos com processo de regularização na prefeitura e até agora nada. Nem nas vias principais a prefeitura faz manutenção, que é feita por um ex-prefeito de Rio das Pedras que tem chácara aqui”, detalha Ademir Bueno.

Eliana Teixeira