Samba Rock resgata cultura das periferias em Piracicaba

Dançarinos do grupo se apresentam no Pelourinho, em Salvador, nesta quinta (12) foto: Divulgação

O samba rock é um estilo musical que mistura influências do rockabilly com as raízes do samba. Nascido nas comunidades de São Paulo, por volta da década de 50, o gênero musical e de dança foi criado como alternativa aos grandes bailes que não podiam ser frequentados pela população negra e periférica, isso por conta do preconceito e da condição econômica.

Em 2016, o samba rock foi registrado pelo Conpresp (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo) como Patrimônio Cultural Imaterial e, a partir daí, conquistou maior visibilidade em todo o estado.

Em Piracicaba, o grupo ‘Samba Rock de Ponta’ tem o objetivo de valorizar a manifestação cultural e inseri-la na cidade. Ilustrando a força local no estilo, integrantes do conjunto foram convidados a apresentar o gênero em Salvador, na Bahia, – no Pelourinho e no Shopping Piedade – nesta quinta e sexta-feira (12 e 13), às 19h30 e às 15h, respectivamente.

A iniciativa do ‘Samba Rock de Ponta’ partiu de Jean Carlos, graduado em logística, mas que sentia a falta de algo em sua vida. “Eu aprendi a dançar samba rock dentro da minha comunidade. O estilo é de família e liga as comunidades em todos os lugares, passado entre as gerações de forma oral”, afirma. “Eu tinha deixado tudo isso para trás e sentia que faltava algo em mim”.

Tudo se iniciou há 10 anos, por meio do projeto “Escola da Família”, no colégio estadual Profª Maria de Lourdes Silveira Cosentino, no bairro Vila Sônia. Jean buscou professores do estilo e abriu as portas da escola para a população, com o objetivo de resgatar a cultura, nascida nas periferias. O projeto deu tão certo que alcançou outras comunidades, como a Paulicéia.

Samila Pereira, integrante do grupo há três anos e que acompanhará Jean na apresentação em Salvador, afirma que o ‘Samba Rock de Ponta’ representa para ela uma família. “Eu conheço o estilo desde criança. Meus pais dançavam, minha família… Me sinto acolhida, com muita responsabilidade em representar as mulheres na dança”, declara.

Os interessados em integrar o ‘Samba Rock de Ponta’ podem se inscrever na nova turma, que se inicia no dia 19 (quinta-feira), às 19h30, no Salão do Esporte Clube Resende. O valor é combinado de acordo com as condições econômicas do participante. O contato pode ser feito por meio do telefone (19) 9 9745-0055.

 

Mariana Requena
[email protected]