Secretaria Municipal vacinará crianças em escolas de São Paulo

Secretaria Municipal vacinará crianças em escolas de São Paulo
Fonte: Agência Brasil

Depois do Dia D de vacinação contra o sarampo e a poliomielite no último sábado (25), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de São Paulo, começou hoje (27), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME), a vacinar os alunos dos centros de Educação Infantil (CEI) e das escolas Municipais de Educação Infantil (EMEI) públicas. Também serão visitadas creches e escolas de ensino infantil privadas. O objetivo é garantir a cobertura vacinal de 95% do público-alvo (crianças entre um ano e menores de cinco). A campanha nacional de vacinação será encerrada no dia 31 de agosto.

Na semana anterior as unidades de Vigilância em Saúde fizeram um levantamento nessas unidades pedindo a autorização dos pais e responsáveis para que as crianças fossem vacinadas. Foi solicitado a eles que enviem a caderneta de vacinação do aluno para que as doses sejam aplicadas. Os pais e responsáveis também receberam informação sobre as vacinas contra o sarampo e a poliomielite.

“Nossa cobertura vacinal está muito abaixo do esperado. Como as crianças não estão indo nas unidades, nós resolvemos levar a vacina. Desde a semana passada encaminhamos a filipeta de autorização para a vacinação. Sem essa autorização e a carteirinha, a criança não é vacinada. A vacinação vai ser feita pelas unidades Básica de Saúde (UBS) dentro de sua área de abrangência”, disse a enfermeira do Programa de Imunização da SMS, Adriana Peris.

Ela reforçou a importância de os pais autorizarem a vacinação dos filhos nas escolas. “Nós sabemos que às vezes é difícil para os pais levarem a criança até a UBS. A forma mais importante de proteção é a vacinação. É o jeito que temos de não deixar as doenças voltarem a circular no nosso município. Quanto mais crianças estiverem vacinadas menos crianças suscetíveis às doenças teremos”, afirmou.

Balanço

Dia D de mobilização da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo.

Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo. – Marcelo Camargo/Agência Brasil

De acordo com a secretaria de Saúde, entre o dia 4 de agosto, quando começou a campanha, e a última quinta-feira (23), foram aplicadas 697.568 vacinas na capital paulista, sendo 351.055 doses contra pólio (paralisia infantil) e outras 346.513 doses da vacina SCR, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Isso representa uma cobertura de 59,3% para poliomielite e 58,5% da tríplice viral.

Já o balanço nacional do Ministério da Saúde registrava que até a última sexta-feira (24), 4,1 milhões de crianças em todo país ainda não tinham recebido a vacina. Segundo o ministério, 62% das crianças brasileiras foram imunizadas. Em todo o país, foram aplicadas mais de 14 milhões de doses das vacinas (cerca de 7 milhões de cada). A meta do Ministério da Saúde é vacinar pelo menos 95% das 11,2 milhões de crianças independente da situação vacinal delas.

Segundo o ministério, há dois surtos de sarampo no Brasil, nos estados de Roraima e Amazonas. Até o dia 21 de agosto, foram confirmados 1.087 casos de sarampo no Amazonas, e 6.693 permanecem em investigação. Já o estado de Roraima confirmou 300 casos da doença e 67 continuam em investigação. Entre os confirmados, nove pessoas foram atendidas no Brasil e estão recebendo tratamento, mas residem na Venezuela.

Secretaria Municipal vacinará crianças em escolas de São Paulo