Secretários e diretores ficam de fora de disputa eleitoral

Nenhum secretário ou diretor da Prefeitura de Piracicaba vai concorrer nas Eleições de 2018. O prazo para que eles pedissem a desincompatibilização da função terminou na última sexta-feira (6), o que impede a candidatura, de acordo com calendário estabelecido pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). 
 
Desincompatibilização é o afastamento obrigatório daqueles que ocupam cargos públicos e pretendem se candidatar nas eleições. No caso de secretários e diretores de departamentos, o prazo para deixar o cargo é de seis meses antes do pleito, cujo primeiro turno acontece no dia 7 de outubro.
 
De acordo com a prefeitura, nenhum pedido de afastamento foi apresentado até a data limite. A secretária de Cultura Rosangela Camolese, filiada ao PSDB, chegou a ser anunciada como pré-candidata a deputada estadual. Entretanto, segundo o presidente da legenda em Piracicaba, Camilo Antonio Barioni, a candidatura não se confirmou por motivos pessoais. 
 
“Não vai se afastar e não será candidata. O potencial dela é enorme, entretanto ela passou por uma cirurgia e não terá tempo hábil para a preparação. Não é nada grave, é uma coisa que já tinha sido planejada. É uma pena, já que ela é uma liderança importante, mas vai ficar para a próxima oportunidade”, afirmou Barioni. 
 
Até sexta-feira, nenhum funcionário da prefeitura pediu a desincompatibilização. Para alguns cargos, o tempo para pedir o afastamento é mais flexível. Ao invés de seis meses, o prazo cai para três. É o caso de agentes comunitários de saúde, por exemplo, que só precisam se afastar três meses antes das eleições. 
 
Comissionados também podem, no geral, pedir o afastamento da função mais tarde. No caso de membros de direção escolar, o pedido deve ser feito até três meses antes do pleito. A relação completa dos prazos de desincompatibilização para cada função pode ser consultada no site do TSE. 
 
O período da “janela partidária”, que permite que os políticos mudem de legenda, começou no dia 8 de março e foi encerrado em 6 de abril. Já as convenções partidárias, que oficializam os candidatos, ocorrem entre 20 de julho e 5 de agosto.