Sedema fará pesquisa sobre fim de proibições em parques de Piracicaba

proibição-parques Sedema fará pesquisa nos principais locais para saber a opinião das pessoas (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

Após mobilização, por meio de abaixo-assinado virtual no site da change.org, pedindo o fim da proibição de animais, bolas, skate, patins e até de soltar pipas, em parques de Piracicaba, o jornalista e administrador de empresas Hugo Nogueira Luz, solicitou à Prefeitura de Piracicaba a revisão do Decreto 5.376/1991. Nesta semana, a solicitação foi feita por meio do 156 da prefeitura, com o protocolo nº 52.961. O abaixo-assinado a favor do fim da proibição tem 637 adesões. De acordo com a Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente), o primeiro passo será a realização de uma pesquisa nos principais locais para saber a opinião das pessoas que frequentam parques, áreas de lazer e verdes.

Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria destaca que tem acompanhado o pedido de dezenas de moradores que querem a permissão para entrar com os animais nos parques de lazer, principalmente nas redes sociais. “Acontece que, por enquanto, o Decreto Municipal proíbe a presença de animais nestes locais, considerados públicos”.

A Sedema ressalta que já se dispôs a discutir com a sociedade o assunto. O secretário José Otávio Machado Menten afirma que, por regra, existe a proibição. “No passado, pessoas que frequentam esses locais públicos foram atacadas por animais. Por isso, a prefeitura editou uma regulamentação proibindo que animais de grande porte circulem por ruas e avenidas sem focinheiras”.

 

PROPOSTA

Segundo a assessoria de imprensa da Sedema, uma das propostas que vem sendo amadurecida na secretaria é a instalação de locais próprios para que os donos levem os seus animais – principalmente cachorros. A Sedema diz que buscará parcerias para “adoção” destes locais.

A Sedema afirma entender que é importante para a saúde dos animais a possibilidade de passeios em parques e áreas de lazer. A assessoria destaca que o secretário Menten quer trabalhar o assunto de forma multidisciplinar e com responsabilidade para os proprietários, incluindo a gestão do recolhimento dos dejetos, do uso da focinheira, de coleiras.

(Eliana Teixeira)