Sem licitação para reforma, Piscina Municipal segue fechada

A piscina olímpica que está interditada mede 50 por 25 metros (Crédito: Claudinho Coradini)

Fechada desde setembro de 2018, o complexo aquático da Piscina Municipal não é o cenário do projeto de verão de 2019, para atividades de recreação realizadas pela Prefeitura de Piracicaba. Neste ano, o Projeto Férias começou na terça-feira (8), seguindo até o dia 25, na AFPMP (Associação dos Funcionários Públicos Municipais de Piracicaba).

Sobre a ausência de edital de licitação para a reforma da Piscina Municipal, o CCS (Centro de Comunicação Social) afirma que o projeto está em fase final de elaboração. “Dentro de mais alguns dias deverá ser lançado edital de reforma”.

Em relação aos usuários que faziam hidroginástica ou natação na piscina, a Prefeitura não informou o número de pessoas, destacando que estão sendo atendidas na piscina adaptada e de biribol do próprio complexo aquático, além de instituições que fizeram parceria com a Selam (Secretaria Municipal de Esportes Lazer e Atividades Motoras), como Oratório São Mário. “Ninguém ficou sem atendimento”.

COMPLEXO

A piscina olímpica que está interditada mede 50 por 25 metros e está vazia. Segundo a Secretaria Municipal de Esportes Lazer e Atividades Motoras, no complexo municipal, funcionam normalmente as piscinas adaptada e de biribol.

PROJETO

O Projeto Férias é realizado pela prefeitura, por meio da Selam, de terça a sexta-feira, das 8h30 às 10h30 e das 14 às 16h, até o dia 25 de janeiro, na AFPMP, à rua José Vicente Pedreira, 35, no Jardim Caxambú. O projeto proporciona, gratuitamente, atividades lúdicas e recreativas para crianças e adolescentes em férias escolares.

De acordo com a Selam, o objetivo é incrementar as atividades físicas em janeiro, mês que compreende as férias escolares, além de ser o período de verão onde as pessoas estão mais dispostas ao lazer e as atividades e esportivas.

Podem participar do projeto, crianças e adolescentes entre 7 e 14 anos de idades, de entidades esportivas, sócioeducativas, assistenciais, instituições de ensino, sociedade civil devidamente organizada – associações de moradores, centros comunitários, associações de classes, entidades religiosas – e individualmente. As inscrições são feitas no dia e local das atividades. Informações, pelos telefones 3422-4165 e 3422-4168.

(Eliana Teixeira)