Semae completa 50 anos em serviços de saneamento em Piracicaba

Autarquia foi criada para dar autonomia aos serviços de água e esgoto em Piracicaba (Foto: Claudinho Coradini/JP) Autarquia foi criada para dar autonomia aos serviços de água e esgoto em Piracicaba (Foto: Claudinho Coradini/JP)

Hoje o Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) comemora 50 anos. Pelo segundo ano consecutivo, o bom reconhecimento do trabalho da autarquia concedeu-lhe o 1º lugar no Ranking da Universalização do Saneamento, realizado pela Abes (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental), que avaliou os índices de abastecimento de água, coleta de esgoto, tratamento de esgoto, coleta de lixo e destinação de resíduos sólidos.

Parte do sucesso foi graças à alternativa pela PPP (Parceria Pública Privada) que viabilizou 100% no tratamento do esgoto coletado, elevando o índice do município.

“A contratação foi realizada depois de exaustivamente debatida, inclusive por meio de audiência pública, e foi necessária, tendo em vista que o Semae deveria cumprir TAC (Termo de Ajuste de Conduta) da Promotoria do Meio Ambiente, o qual determinava meta para universalização do tratamento do esgoto em 31 de dezembro de 2012. A PPP teve início em 2012, quando a empresa Águas do Mirante foi vencedora do processo licitatório, que considerou diversos temas para a elaboração, como: projeção populacional, delimitação das bacias de esgotamento sanitário; determinação das vazões, avaliação de áreas para implantação de estações de tratamento de esgoto, concepção de alternativas de esgotamento sanitário, avaliação técnica e ambiental das alternativas e avaliação econômico-financeiro”, relata o Presidente do Semae José Rubens Françoso.

Ao mesmo tempo, o Semae mantém o Plano de Combate às Perdas Físicas de Água com os Macros Setores. O Plano Diretor de Combate às Perdas foi revisado em 2013 e 2014 e tem como finalidade reduzir as perdas de água no sistema e atingir o índice de 25%.

Nesse caso, terá uma redução do número de vazamentos através do controle de pressão. Com isso, serão reduzidas despesas com a manutenção do sistema e melhorias nas condições de abastecimento.

De acordo com a assessoria, as obras consistem em validação, pré-operação que significa: setorização, instalação de macromedidores, instalação de válvulas redutoras de pressão, recuperação e ajuste das existentes, pesquisa e reparos de vazamentos nas redes e ramais. Mas tudo isso será monitorado, também será vigiado a execução dos prolongamentos e interligações de redes; pesquisa de detecção de vazamentos e reparo de redes e ramais.

No ano de 2018, o Semae finalizou a implantação e ampliação da rede subterrânea, que interliga o reservatório do Kobayat Líbano ao reservatório da Pauliceia. Segundo a assessoria, essa obra beneficiou mais de 23,5 mil pessoas, moradoras dos bairros Novo Horizonte, Parque dos Sabiás, Chácara São Jorge, Piazza Itália, Jardim Santa Clara, Jardim Belverde, Jardim São Jorge, Jardim Dona Lourdes, Jardim Planalto, Jardim Camargo, Jardim Itapuã, Jardim Tatuapé, Jardim Glória, Monte Líbano, Terra Azul, Kobayat-Líbano, Nova Suíça, Jardim Esplanada e Vila Cristina.

Visando beneficiar toda a população, outras 23 mil pessoas terão outra adutora, que deve ligar os reservatórios do Unileste e bairro Dois Córregos, totalizando 2.650 metros de extensão. De acordo com os dados do Semae o investimento é de R$ 2,8 milhões, sendo R$ 1,8 milhão da tubulação já comprada, em ferro fundido e com 400 mm de diâmetro, e mais R$ 1,018 milhão para a instalação.

A empresa conta com 484 funcionários ativos, que atendem o público e atuam no setor administrativo, além de realizarem manutenções como reparos de vazamentos nas ruas, obras nas redes, operações nas estações e controle de pressão. Em questão a vazamentos, para que eles não tenham falta d’água, o Semae possui um sistema informatizado para controle dos níveis dos reservatórios.

Para executar as demandas de manutenção e obras, a empresa conta com três regionais, no Centro, Pauliceia e Santa Terezinha. Já para atender os usuários, conta com cinco pontos de atendimento: Polo Santa Teresinha, Polo Piracicamirim, Polo Pauliceia, Poupatempo Municipal e na sede do Semae. Os usuários também podem solicitar diversos serviços pelo site e também pelos telefones 115 e 0800-772 9611.

HISTÓRIA

Em 1952, o serviço de água e esgoto passou a ser de responsabilidade da Prefeitura, através do Departamento de Águas e Esgotos, uma unidade da Semob (Secretaria Municipal de Obras). Com o crescimento da cidade, foi necessário a criação da autarquia. A primeira Estação de Captação e Bombeamento de água da cidade, construída em 1887, está localizada na avenida Beira Rio, hoje desativada, e deu lugar ao Museu da Água.

Lei nº 1657 de 30 de abril de 1969

Elaborada pelo prefeito Salgot Castillon e aprovada pela Câmara de Vereadores em 22 de abril de 1969, a lei foi criada para dar autonomia aos serviços de água e esgoto na cidade. O Semae não possuía estrutura, dinheiro, máquinas e nem equipamentos para realizar os serviços, por isso, os funcionários andavam de carrocinhas de madeira, empurradas à mão pela equipe de manutenção. A gestão da autarquia passou por 21 presidentes, sendo o primeiro presidente do Semae, Paulo Geraldo Serra, e atualmente está o engenheiro civil José Rubens Françoso.

Da Redação