• Semae e Mirante descartam contaminação no Jd. das Flores
  • Semae e Mirante descartam contaminação no Jd. das Flores

Semae e Mirante descartam contaminação no Jd. das Flores

Rompimento de tubulações ocorreu entre as ruas Felinto de Brito, Victoria Régia e Carolina Petrocelli. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) de Piracicaba e a concessionária Mirante emitiram um comunicado conjunto sobre o rompimento de uma adutora durante manutenção na rede de esgoto no bairro Jardim das Flores, na última quarta-feira (2). A autarquia e a empresa responsável pelo tratamento de esgoto na cidade se manifestaram após o Coletivo Popular de Piracicaba informar, nas redes sociais, sobre o risco de contaminação e transmissão de doenças devido a mistura de esgoto na rede de água tratada.

O incidente ocorreu no trecho localizado entre as ruas Felinto de Brito, Victoria Régia e Carolina Petrocelli. No comunicado, os responsáveis informam que o objetivo é esclarecer e tranquilizar os moradores do bairro Jardim das Flores, em especial, das ruas afetadas. “Diferente do que está sendo divulgado irresponsavelmente nas redes sociais e grupos de WhatsApp, não houve desastre ambiental. Esclarecemos que durante a execução de uma intervenção operacional no sistema de esgotamento sanitário dessa área, houve o rompimento acidental de um ponto da rede de distribuição de água que abastece essa região. Imediatamente, o registro de água foi fechado e a equipe técnica do Semae foi acionada em caráter de urgência, que realizou o reparo do trecho danificado, desinfecção da tubulação e coleta de amostras para análise de monitoramento e controle de qualidade”, traz o texto.

No alerta do coletivo, é questionado sobre as medidas de segurança adotadas pelo Semae para evitar a contaminação da água dos reservatórios domésticos. “Ressaltamos que paralelo às ações realizadas no momento da ocorrência, foi feito um mapeamento da área e de forma preventiva a limpeza e higienização dos reservatórios de água de todas as residências que possuíam o dispositivo, além de orientar os moradores locais sobre os processos realizados junto a área de Responsabilidade Social”, informou o comunicado.

Segundo o Semae e a Mirante, todos os órgãos competentes como a Secretaria de Saúde, Vigilância Sanitária e a Ares PCJ foram comunicadas e estão cientes do caso.

A autarquia e a concessionária dispuseram canais de atendimento para a população pelos telefones: 115, 0800 772 9611 (Central de Atendimento do Semae) e pelo 3401- 2445 (Mirante). A Ares-PCJ informou ontem que acompanha o caso junto ao Semae e à concessionária.

Beto Silva
[email protected]