Servidores públicos rejeitam proposta de reajuste salarial da prefeitura

Nova Assembleia está marcada para quarta-feira (27) (Foto: Claudinho Coradini/JP) Nova Assembleia está marcada para quarta-feira (27) (Foto: Claudinho Coradini/JP)

Além da diretoria do Sindicato dos Servidores Municipais de, os funcionários públicos da Prefeitura de Piracicaba também rejeitaram a proposta da administração municipal para o reajuste salarial da categoria. A entidade sindical realizou duas assembleias da campanha salarial dos servidores do município na noite de anteontem. A categoria definiu a nova proposta de reajuste em 3,90%.

Durante a reunião foi explicado o cálculo dos dados da inflação do período e da reposição inflacionária, sob a média de índices oficiais. utilizada pela administração municipal na contraproposta enviada ao sindicato: índice da inflação de 1,95% a partir de 1º de março e a segunda parcela de 1,91% a partir de 1º de setembro. Incluindo o abono salarial de R$ 150 que seria incorporado a partir de janeiro de 2020.

Os servidores lançaram a proposta de 3,90% de inflação e R$ 150,00 de abono que poderá ser feito em duas parcelas de R$ 75,00, sendo a primeira a partir de março e a segunda parcela em setembro. O valor total de R$ 150,00 a ser incorporado nos vencimentos dos servidores a partir de janeiro de 2020. O abono requerido foi de R$ 150,00 em duas parcelas a serem pagas mensalmente nos meses de março, abril, junho, julho, agosto. Em setembro, a solicitação aplica-se mais R$ 75,00 (segunda parcela do abono), que somados perfazem R$ 150,00 a serem pagos nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro de 2019 com incorporação nos vencimentos dos servidores a partir de janeiro de 2020.

Cabendo agora a administração municipal avaliar as possibilidades de se atender os anseios dos servidores de Piracicaba. O ofício da contraproposta dos servidores retirados na assembleia no dia 21/03 será enviado ainda hoje (22) para a administração municipal. A 3ª assembleia ocorrerá no dia 27/03 (quarta-feira), no Centro Cívico, às 17h30 em primeira chamada e às 18h30 em segunda chamada.

Entre as justificativas para não atender a proposta dos servidores, a prefeitura piracicabana citou déficits orçamentários registrados nos últimos quatro anos que, segundo ofício da prefeitura, totalizam R$ R$ 181,3 milhões.

Beto Silva