Sesc abre hoje à noite 14ª Bienal Naïfs do Brasil

arte Obras têm traços ingênuos, espontâneos e instintivos. (Reprodução)

 

O Sesc Piracicaba abre hoje, às 20h, a 14ª edição da Bienal Naïfs do Brasil, sob o título “Daquilo que Escapa”, com curadoria de Armando Queiroz, Juliana Okuda e Ricardo Resende. Composta por bordados, desenhos, esculturas, gravuras, pinturas, vídeos, entre outras técnicas, produzidas por 121 artistas (107 selecionados e 14 convidados), de 21 estados do país, a Bienal se reafirma como maior evento de arte naïf do país, destacando peças que simbolizam as relações do homem com a fauna, a flora, com o sagrado e o religioso e o caráter transgressor e insubordinado do artista naïf, sua visão crítica, engajamento e resistência.

A Bienal tem como intuito privilegiar a produção de artistas que revelam características da arte ingênua, espontânea, instintiva, popular, naïf ou naïve. A 14ª edição da Bienal Naïfs do Brasil recebeu 583 inscrições, de artistas de 24 estados brasileiros, totalizando 1.164 obras inscritas.

“A ingenuidade como forma de respeito, ao adentrar a casa de alguém, um pedido de licença para abordar qualquer aspecto que não nos pertença. Foram muitas visitas às casas ateliês num desejo explícito da curadoria de conhecer a ambiência de vida e criação desses artistas”, afirmou Armando Queiroz.

SERVIÇO – Abertura da 14ª Edição da Bienal Naïfs do Brasil, hoje, às 20h no Sesc (Rua Ipiranga, 155, Centro). De 18 de agosto à 25 de novembro. Terça à sexta-feira das 13h30 às 21h30. Sábado e domingo, das 09h30 às 18h. Entrada gratuita. Informações: 3437-9292.

 

( Da Redação)