Sesc leva Maracatu de Baque Virado para regiões da cidade

E m todos os sábados de agosto, diferentes regiões da cidade receberão a Vivência BaquErê, um projeto que tem como proposta levar o Maracatu de Baque Virado para crianças e jovens das comunidades dos bairros distantes do Centro. A programação é promovida pelo Sesc Piracicaba e começa neste sábado (3), das 9h às 12h, na Escola Municipal Antonio Boldrin, do Parque Orlanda I. As oficinas serão ministradas pelo artista Tony Azevedo.

A agenda continua nos outros sábados no período da tarde, sempre das 14h às 17h: no Centro Comunitário Bosques dos Lenheiros, dia 10; no Varejão do Javary III, dia 17; no Varejão do Eldorado, dia 24; e na Escola Municipal Antonio Boldrin, no dia 31. Além de aproximar a população aos ritmos afro-brasileiros, a atividade tem como objetivo fazer uma prévia para o 5º Encontro Regional de Maracatu de Baque Virado, que acontecerá entre 20 e 22 de setembro, sob organização de Tony Azevedo – a programação tem apoio do Sesc, que sedia a abertura e o encerramento do evento.

A Vivência BaquErê faz parte do Ações Para a Cidadania, do Sesc, e projeto Do 13 ao 20: (Re)Existência do Povo Negro. A iniciativa faz alusão às datas 13 de maio e 20 de novembro e engloba ações que objetivam o fortalecimento e o reconhecimento da cultura negra, bem como o fomento à convivência e o respeito às diferenças. O intuito é refletir sobre a construção das identidades e valorizar a pluralidade de manifestações e expressões culturais.