Sexualidade e Adolescência

Como aprender a lidar com a sexualidade nessa fase cheia de descobertas, representada pela adolescência? E os pais e a família conseguem passar por esse processo juntamente com os filhos? Essas e outras indagações são feitas diariamente por toda uma sociedade, onde ouvimos constantemente que os tempos mudaram e que é muito mais difícil vivenciar essas descobertas com os filhos nos dias de hoje.

Enquanto o adolescente esta preocupado com a construção da sua identidade e as descobertas que norteiam a sexualidade, a identificação com os grupos de amigos, os pais se esforçam tentando acompanhar esse novo processo de descobertas e muitas vezes tropeçam em dificuldades por não saberem como conduzir muitas situações que surgem. É comum os pais vivenciarem essa dificuldade, principalmente quando se deparam com o crescimento do filho que deixou de ser criança, percebendo uma mudança em suas preferências, como escolher pela companhia dos amigos, onde antes eram inseparáveis aos pais, dando suas opiniões sobre coisas do mundo, não sintonizando mais muitas vezes a opinião dos pais.

O adolescente quer ter reconhecimento, sendo percebido como individuo que tem desejos, vontades próprias, ideias, opiniões. E nessa era digital é importantíssimo para os pais, estarem juntos de seus filhos acompanhando o seu desenvolvimento e permitindo que ele tenha seu reconhecimento, mais que possam fazer suas escolhas com orientação adequada, para conseguirem avaliar as consequências de suas ações. A prática da “Selfie nude”, que consiste em enviar fotos nuas via celular tem sido comum e frequente entre os adolescentes, trazendo consequências desastrosas para a família, desencadeando em alguns casos a depressão, síndrome do pânico, tentativa de suicídio, dentre outros.

A sexualidade e o desejo estão presentes na vida dos seres humanos, incluindo crianças e adolescentes. E para que os adolescentes vivam essa descoberta e sejam responsáveis e felizes, precisam do apoio e da orientação da família isenta de julgamento, ou negação. Os adolescentes necessitam ter acesso a conhecimentos e meios que ajudem a crescer e amadurecer emocionalmente e sexualmente. Estudos no Brasil apontam que jovens que recebem educação e aconselhamento sexual iniciam mais tarde as práticas sexuais, de maneira mais segura, utilizando métodos contraceptivos, com menor número de parceiros e, consequentemente, diminuindo as possibilidades de gravidez precoce, a um maior conhecimento sobre doenças sexualmente transmissíveis e noções de fertilidade.

Assim, cabe aos pais e educadores capacitar os adolescentes para assumirem no decorrer do processo de construção da maturidade e descoberta da sexualidade suas próprias responsabilidades, atuando em conformidade, ao dar resposta as suas necessidades e procurando sua solução. Desta maneira, torna-se mais fácil ajudar e apoiar os nossos jovens, que terão mais autonomia, facilitando seu crescimento, para tornar-se capazes de tomar decisões. Caso ainda persistam as dificuldades aos pais, e ou adolescentes não hesitem em procurar ajuda psicológica.