Simulação de combate a incêndio é realizada no Engenho Central

Duzentos integrantes de Defesas Civis, Corpo de Bombeiros, brigadas de incêndio e polícia ambiental participaram de simulação de combate a incêndio no Engenho Central, ontem à tarde. No treinamento, os profissionais aprenderam quais equipamentos utilizar em cada tipo de queimada. Esta foi a oficina preparatória para enfrentar o período de estiagem. A Operação Corta-Fogo será deflagrada a partir de primeiro de maio.
 
Para fazer o simulado, os técnicos espalharam palha de cana e capim na área, atearam fogo e os brigadistas usaram equipamentos específicos para combater cada tipo de incêndio, informou o secretário executivo da Defesa Civil de Piracicaba, Odair de Melo.
 
Segundo o secretário executivo, de manhã foi realizado o treinamento teórico e, à tarde, a parte prática, a oficina preparatória da Operação Corta-Fogo, realizada pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Estado de São Paulo. O treinamento preparou as equipes dos municípios para combater incêndios em áreas de cobertura vegetal na época mais seca do ano, quando aumentam os casos de incêndio.
 
O município que participa da operação recebe kit fornecido pela Defesa Civil do Estado, para reforçar seus equipamentos. “A fumaça, além de causar poluição e aquecimento global, caso a umidade esteja muito baixa, pode causar também problemas de saúde”, explicou Melo. “Que a população tenha mais respeito ao meio ambiente e evite atear fogo em mato em área urbana e rural”, pediu o secretário-executivo.
 
De primeiro de janeiro a 18 de abril deste ano, a cidade registrou 75 focos de incêndio, quase o dobro dos 40 focos ocorridos no mesmo período do ano passado, informou a prefeitura.