Sorgi vence de virada, Brasil bate República Dominicana e avança na Copa Davis

Integrante da nova geração do tênis nacional, João Pedro Sorgi venceu Roberto Cid por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 6/7 (8/10), 6/1 e 6/4, no final da noite deste sábado, em Santo Domingo, e garantiu ao Brasil a vitória por 3 a 2 sobre a República Dominicana na melhor de cinco jogos do confronto que os dois países travaram desde a última sexta-feira pelo Zonal Americano I da Copa Davis.

Com a vitória de Sorgi, o Brasil avançou à próxima fase da competição, na qual vai enfrentar a Colômbia, em abril, em duelo que valerá um lugar nos playoffs do Grupo Mundial, que ocorrerão em setembro, quando os brasileiros almejam estar jogando na briga para retornar à elite do maior torneio entre nações do tênis masculino.

Antes do triunfo de Sorgi, brasileiros e dominicanos travaram outros dois duelos neste sábado. Primeiro Marcelo Melo e Marcelo Demoliner venceram Nick Hardt e José Olivares por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, no confronto de duplas, em apenas uma hora de partida, e deixaram o Brasil em vantagem de 2 a 1.

Em seguida, porém, Thiago Monteiro decepcionou ao ser derrotado por José Hernández-Fernandez no quarto jogo da série melhor de cinco do confronto e assim a definição do vencedor deste embate foi para o quinto e derradeiro duelo no piso duro do Club Deportivo Naco, onde Sorgi levou a melhor sobre Roberto Cid.

Com o seu triunfo, o brasileiro, que é apenas o 365º colocado da ATP, também evitou com que o País precisasse enfrentar Barbados em um confronto no qual estaria em jogo um possível rebaixamento para o Zonal Americano II, que é a terceira divisão da Davis.

O mesmo Sorgi que venceu neste sábado, por sinal, havia sido derrotado por José Hernández-Fernandez na última sexta-feira na partida que abriu o embate entre Brasil e República Dominicana. No mesmo dia, Thiago Monteiro deixou tudo igual para o País ao bater Roberto Cid, 468º do ranking, na segunda partida de simples.