Surto de escorpiões assusta moradores no Boa Esperança

Há cerca de dois meses moradores do bairro Boa Esperança convivem com escorpiões. Segundo eles, o contato com a prefeitura já foi realizado, porém, mesmo com a ida de uma equipe ao bairro, nenhuma detetização foi realizada. O animal peçonhento tem sido encontrado nos cômodos das casas da rua Militão Prates Ferreira.
 
“Há cerca de dois meses já encontrei 16 escorpiões em minha casa, no quarto, na cozinha, no quintal, na garagem e até mesmo no banheiro. O medo é tanto que vivemos com janelas e portas fechadas, e caso as abramos, acendemos todas as luzes para ver se algum está por lá”, contou Ana Rosa da Cruz Miguel, 53. A suspeita da moradora é que a proliferação ocorra
em um bueiro.” Pode ser que seja por isso, mas para resolver, já tentei ligar na prefeitura, porém nenhuma ação foi realizada”, relatou a moradora.
 
Para a dona de casa Fabiana Regina de Moraes,39, a preocupação é com os filhos. “Tenho três filhos de 18, 13 e 11 anos, e Guilherme que é o mais velho possui deficiência física, por isso não consegue se levantar e permanece na cama deitado.
Esses dias cheguei a encontrar um escorpião embaixo da cama dele, ainda bem que eu estava lá, mas, e se não estivesse?”, indagou a dona de casa. Fabiana encontrou escorpiões em todos os cômodos da casa, até embaixo do shampoo no banheiro. “É muito difícil, tenho que andar olhando em tudo em volta para não correr o risco de ser picada e picarem os meus filhos”,
disse.
 
Grasiele Cristina Murel da Rocha, 25, foi picada por um escorpião. “Há cerca de um mês estava encostada em um muro ao lado de casa e um escorpião picou minha nádega. No momento doeu muito e fui encaminhada para o pronto socorro da Vila Cristina, tomei um medicamento de bloqueio e uma dipirona para dor, porém ficou roxo por alguns dias”, contou Grasiele.
Segundo ela, a preocupação também é com as filhas de oito e dois anos. “Esses dias encontrei seis escorpiões no banheiro de casa. Está uma epidemia muito grande, não sabemos o que fazer”, desabafou Grasiele.
 
O Centro de Comunicação Social da prefeitura informou que a equipe do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses ) esteve ontem de manhã no local e orientou sobre a prevenção. “Bem como encaminhou solicitação para que a empresa que trabalha para a prefeitura fizesse o controle de baratas no bueiro de onde, segundo a moradora, estão saindo os escorpiões”, traz a nota.