Suspeitos de morte de policial e roubos a caixas eletrônicos morrem após ação da PM

Quatro fuzis e centenas de munições foram apreendidas (Divulgação/PM)

Um casal que supostamente participou da morte de um policial militar de Dois Córregos morreu após se envolver em um confronto com a PM, em uma residência, no Jardim Alvorada, em Monte Mor, quando os policiais chegaram, por volta das 18h de quinta-feira (21). De acordo com a corporação, um homem de 41 anos teria sido abordado na cozinha da casa e estaria com um fuzil na mão. Ele foi alvejado pela PM e a mulher de 21 anos, que estaria no quarto, teria apontado uma pistola ponto 40 em direção da equipe e também foi atingida. Os policiais chegaram a chamar uma ambulância, mas quando os socorristas chegaram confirmaram que o casa estava morto. No interior do imóvel os policiais apreenderam quatro fuzis de vários calibres, 30 carregadores, 990 munições de diversos calibres, três coletes balísticos, toucas ninja e roupas camufladas, chapéus, coturnos, tocas ninjas, luvas, cantil e R$ 567 em dinheiro.
De acordo com a PM, as munições já estavam separadas em mochilas e possivelmente, eles já estavam se preparando para participar de algum roubo a caixa eletrônico nos próximos dias.
A PM informou ainda que o casal é suspeito de envolvimento com a morte do do cabo da Polícia Militar Marcelo Reinaldo Gardinal, que morreu após ser atingido com um tiro de fuzil durante um cerco policial na rodovia Deputado Amauri Barroso de Sousa, no trevo de acesso à Dois Córregos ( a 100 quilômetros de Piracicaba), na última quarta-feira (20). “Os investigadores de Jaú, que apuram o caso, apreenderam algumas munições para serem periciadas, na tentativa de comprovar se foram as mesmas usada da morte do policial”, completou o major da PM, Cleotheos Sabino.

 

Cristiani Azanha