Tarcísio Pugliese não vê ‘nenhum motivo para desespero no XV’

Tarcísio Pugliese lamentou a derrota para o Juventus, mas evitou o clima de 'desespero' no XV (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes) Tarcísio Pugliese lamentou a derrota para o Juventus, mas evitou o clima de ‘desespero’ no XV (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

A derrota por 2×1 para o Juventus, na última segunda-feira (18), no Barão da Serra Negra, frustrou os planos do XV de Piracicaba, que poderia ao término da 12ª rodada assumir a liderança do Campeonato Paulista da Série A2, em caso de vitória. Apesar do revés, que acabou quebrando a invencibilidade em casa, o time piracicabano se mantém na segunda colocação da competição com 23 pontos conquistados, ficando à frente da Portuguesa Santista pelos critérios de desempate.

“Queríamos vencer e conquistar a liderança do campeonato neste momento. Seria extremamente positivo para nós terminar essa rodada em primeiro. Não há nada desesperador, longe disso, pois estamos classificados. Sempre disse desde o começo que nosso objetivo era a classificação, independente de qual colocação. Vamos tentar vencer os próximos jogos para buscar a melhor posição possível”, disse o técnico Tarcísio Pugliese, que na próxima partida não poderá contar com o atacante Misael, suspenso devido ao terceiro cartão amarelo.

Com pouco tempo para se preparar para o próximo jogo, o Nhô Quim já volta a campo nesta quinta-feira (21), às 15h, para encarar o Votuporanguense, na Arena Plínio Marin, em Votuporanga.

Com uma sequência de três jogos em sete dias, Pugliese deve poupar alguns atletas para o confronto como visitante.

“Com absoluta certeza, vou poupar alguns atletas em Votuporanga, pois a tabela ficou absurda para nós. Nesse momento do campeonato isso é muito ruim […]. Eu não gostaria de fazer isso (poupar atletas), mas nesse momento o melhor remédio é poupar alguns jogadores”, concluiu o treinador.

Líder Esportes