Teatro Municipal Dr. Losso Netto será reaberto no dia 19 de agosto

Espaço Cultural Espaço Cultural ficou fechado por cinco anos para adequações e manutenções, inclusive de acessibilidade.

Espaço Cultural ficou fechado por cinco anos para adequações e manutenções, inclusive de acessibilidade. (Claudinho Coradini/JP)

O Teatro Municipal Dr. Losso Netto será reaberto no dia 19 de agosto, às 10h, após cinco anos de adequações e manutenções, com o objetivo de melhorar o atendimento à população. Foram priorizados na reforma os sistemas elétrico e hidráulico. Um ato simbólico está sendo preparado para marcar o aniversário de 40 anos do teatro, além de contratos que já foram assinados para a realização de peças teatrais e apresentações de música e dança, para marcar a reinauguração.

A secretária de Ação Cultural e Turismo, Rosângela Camolese, a diretora do Teatro Dr. Losso Netto, Heloísa Guerrini, e o diretor do Teatro do Engenho, Jorge dos Santos Ferreira da Silva, informaram que foi feita uma “força tarefa” para executar todas as obras que foram previstas em 2013. Os dirigentes visitaram as instalações ontem. A visita foi acompanhada com exclusividade pelo Jornal de Piracicaba.

Após as reformas, a capacidade do teatro aumentou de 628 lugares para 675, com cadeiras normais. Também conta com dois camarotes de 14 lugares cada. A principal novidade é a implantação de um fosso operístico para a realização de óperas, operetas, musicais, orquestras e recitais de balé. Um elevador de acesso para deficientes foi instalado no corredor principal, entre o hall e o auditório. A cozinha também foi reformada.

O investimento na última etapa das obras foi de R$ 909 mil. “Utilizamos a verba para compor o elevador do fosso operístico, realizar melhorias nos camarins e na sala Edson Rontani, troca do carpete antigo por um antichamas, uma exigência do Corpo de Bombeiros, instalação de luzes de emergência, equipamentos de combate ao incêndio, como hidrantes, extintores e alarmes de incêndio, e barras antipânico nas portas”, explicou Rosângela.

NORMAS—De acordo com Silva, o objetivo é reabrir a programação do teatro com um espaço que esteja dentro das normas previstas pela Lei n.º 13.425 (diretrizes gerais sobre medidas de prevenção e combate a incêndio e a desastres em estabelecimentos, edificações e áreas de reunião de público) para assegurar o bem estar dos usuários e funcionários do teatro.

“Durante a primeira etapa das obras foram realizadas melhorias nos banheiros, que estavam extremamente danificados. Nós aumentamos o número de sanitários para poder atender rapidamente, durante os intervalos, o maior número de pessoas. Colocamos banheiros para portadores de deficiência e necessidades especiais, e também colocamos banheiro para ostomizados, tudo de acordo com as normas de construção civil”, informou Rosângela.

Antes das reformas havia um toalete masculino e um feminino com quatro vasos sanitários em cada ambiente e para entrar neles era necessário passar por uma escada sem corrimão, o que dificultava o acesso de pessoas com dificuldades motoras. Hoje, o teatro conta com 12 vasos sanitários, cinco pias e um fraldário com banheira no banheiro feminino, além disso, há cinco vasos sanitários, seis mictórios e cinco pias no banheiro masculino. Foram construídos também dois banheiros, um masculino e um feminino, para portadores de deficiência e necessidades especiais.

ILUMINAÇÃO—“Foram feitas melhorias na iluminação do hall de entrada, que estava extremamente danificado. Esse local é muito usado ao longo do ano para exposições”, disse Rosângela. Foi instalado no hall de entrada cerca de 70 spots com luz de LED. O teatro também recebeu painéis expositivos da Câmara, que serão reformados e utilizados para compor a exposição da reabertura.
Em relação a parte externa do teatro, Heloisa explicou que o excesso de grama e as folhas secas foram retiradas com autorização do Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente), para que posteriormente o local fosse revitalizado.

Rosângela informou que os horários de funcionamento do teatro ainda serão definidos, para que não coincidam com as apresentações do Teatro do Engenho.Constam na programação, abertura da exposição de obras do Pira Cartun no dia 10 de agosto, que ficará aberta ao publico das 10h às 12h, no hall de entrada do teatro. No dia 28, haverá uma apresentação da Orquestra Educacional de Piracicaba. No dia 29, a pianista piracicabana Cecília Bellato se apresentará com instrumentistas convidados. No dia 30, será realizado o espetáculo As Três Marias em busca do Ponto G. E no dia 31, a ADAP (Associação de Dança de Piracicaba) fechará a programação de reabertura. A diretoria do Teatro Municipal informou que o ator Antônio Fagundes irá apresentar, nos dias 1 e 2 de setembro, a peça Baixa Terapia, com grande elenco.

 

(Leonardo Benedito )