Turma do Sereno, patrimônio cultural

Thales Rocha de Mattos Filho, João Sachs, José Antonio Borghesi, Adolpho Queiróz e João Batista Camargo

Na década de 30, amigos se reuniam na Brasserie (lembra?) que ficava na Praça José Bonifácio, e conversavam de tudo um pouco. O grupo foi aumentando e assim surge no dia 01 de novembro de 1939 a Turma do Sereno. Há aproximadamente 80 anos, o grupo se reúne diariamente na mesma Praça, faça frio ou calor e cada membro possui uma chave de ouro, simbolizando que o primeiro a chegar abre a praça e o ultimo a sair fecha. O atual presidente é José Antonio Borghesi que com muito orgulho lidera o clube que já se tornou patrimônio da cidade. A cada dois meses acontece o jantar festivo em comemoração a fraterna união. Com cardápio especialmente escolhido por Ivan Freire e Ernesto Nicoletti, o ultimo aconteceu na noite de terça-feira, 29, no famoso Bistecão, e todos puderam contemplar a mostra de Charges do Salão de Humor 2018 que são trocadas mensalmente durante todo o ano. Confira só o clube do bolinha .

Fotos: Pualina D’Abronzo

Raul Sampaio Mattos, Vitorio Pacheco, Antonio Sergio, Antonio Bombach e Antonio Carlos Fioravante
Wilson Santos, Valter Moraes, João Mateuzzo e Antonio Trevisan
Ivan e Sebastião Freire
Florindo Carlos Geraldi, Toninho Germano e Sergio Spenassatto
José Maria Cassaniga, Esio Poeta e Xuxo Piazza
Paulo de Barros, Neto Cordeiro, Eder Jardim e Nassif Buchidid
Ernesto Nicoletti, João Biscalchin, Fabiano Cury, Paulo César Lopes e Josué Macedo
Pedro Tozello, José Carlos Augusti, João Michelon e João Sassilotti
Raul Sampaio Mattos, Vitorio Pacheco, Antonio Sergio, Antonio Bombach e Antonio Carlos Fioravante
Wilson Santos, Valter Moraes, João Mateuzzo e Antonio Trevisan
Ivan e Sebastião Freire
Florindo Carlos Geraldi, Toninho Germano e Sergio Spenassatto
José Maria Cassaniga, Esio Poeta e Xuxo Piazza
Paulo de Barros, Neto Cordeiro, Eder Jardim e Nassif Buchidid
Ernesto Nicoletti, João Biscalchin, Fabiano Cury, Paulo César Lopes e Josué Macedo
Pedro Tozello, José Carlos Augusti, João Michelon e João Sassilotti