Uma década

 Aguardemos os próximos capítulos desta parceria. Quem sabe surjam mais cursos, que garantam o futuro das atuais e das próximas gerações

Piracicaba é uma cidade que tem um parque industrial diversificado e amplo, além de um polo tecnológico avançado. Até por isso, há dez anos, o município ganhava uma das faculdades mais conceituadas do Estado de São Paulo, a Fatec, que recebeu o nome de deputado Roque Trevisan. Depois de muita luta, enfim o município ganhava uma faculdade pública voltada para o setor produtivo local, de reconhecida qualidade, que tem ajudado milhares e milhares de jovens a se inserirem no mercado de trabalho.

Todos os anos o Centro Paula Souza, mantenedor da faculdade, divulga que mais de 90% dos alunos são absorvidos pelo mercado de trabalho, sendo um importante equalizador da qualidade do ensino praticado na unidade.

E, claro, a atual direção, não poderia deixar passar as comemorações dos dez anos em brancas nuvens. O evento será realizado em parceria com o Instituto Federal de São Paulo, campus Piracicaba. As comemorações se concentrarão neste sábado, 15, a partir das 9h, em frente aos prédios das duas instituições. As festividades uniram os alunos da Atlética da Fatec Piracicaba e os alunos do curso de Manutenção Automotiva do IFSP Piracicaba, que promoverão atividades esportivas, musicais e culturais, todas gratuitas e abertas ao público.

A programação conta com uma caminhada de 4Km, com início às 9h30, e com corridas de competição de 100m. Após o término da caminhada, os participantes poderão se divertir com futebol de sabão, piscina de bolinha e cama-elástica. Também ocorrerão exposição de veículos antigos, oficinas de pintura, atrações musicais e culturais promovidas pelos alunos. O objetivo do evento é integrar os estudantes das instituições e a comunidade piracicabana, traz reportagem de Rodrigo Guadagnim nesta edição.

É, de fato, importante, que haja essa integração. Até mesmo para a comunidade conhecer os cursos de excelência da faculdade, como de tecnologia em alimentos, biocombustíveis e gestão empresarial, aliás cursos alinhados com a vocação econômica do município . São cerca de 900 alunos matriculados.

Agora, é comemorar. E, claro, torcer para que mais cursos sejam instalados no município, para acompanhar as novas tendências da indústria 4.0. Aguardemos os próximos capítulos desta parceria. Quem sabe surjam mais cursos, que garantam o futuro das atuais e das próximas gerações.

(Claudete Campos)