Uma vitrine para os agricultores

 
Piracicaba tem sua história intimamente ligada ao setor sucroalcooleiro. De suas terras saem a cana-de-açúcar, usada na produção do etanol, que abastece milhões e milhões de veículos país afora. Apesar da crise política e econômica pela qual atravessa o Brasil, que estimulou tantos produtores a abandonarem as lavouras, a cidade mostra todo o seu potencial econômico durante a Copla Campo, que chega na sua quarta edição.
 
Reportagem de Walter Duarte, na edição de hoje, mostra que o evento de tecnologia na agropecuária vai movimentar R$ 50 milhões em negócios em três dias. Neste tipo de feira agrícola, os empresários do setor têm a oportunidade de conhecer as últimas tecnologias do mercado, que ajudam a aumentar a produtividade na lavoura e também estimular os plantadores a inovarem cada vez mais. E são contemplados os produtores de cana-de-açúcar, soja e milho.
 
Toda essa força vai de encontro aos interesses dos participantes, que têm acesso às inovações tecnológicas. Neste ano, 75 expositores oferecem seus produtos, 25 a mais do que no ano passado. O evento se tornou uma vitrine para os agricultores interessados em adquirir fertilizantes, defensivos agrícolas, máquinas e implementos agrícolas e outros produtos. 
 
Neste ano, anunciou o presidente da cooperativa, Arnaldo Bortoletto, foi lançado no evento o enraizador, que estimula a absorção dos nutrientes do solo, que será distribuído pela cooperativa.
 
E esta feira agropecuária coincide com uma data emblemática para o setor. São comemorados 70 anos da Coplacana, a cooperativa que reúne os produtores rurais. Veja bem: há 70 anos o cooperativismo ainda engatinhava no Brasil. Somente nos 20 últimos anos que ganhou força no país. Mesmo assim, várias iniciativas naufragaram no meio do caminho, ao contrário da Coplacana, que está cada vez mais forte. Sua sede é referência em organização e na prestação de serviços de excelência aos associados.
 
Não é por menos que o secretário estadual da Agricultura, Arnaldo Jardim, esteve presente ao evento com sua equipe para dar todo o apoio técnico aos agricultores. A cidade é considerada referência no produção de cana e outros produtos agrícolas, que dão sustentação à economia local. Foi do idealismo de tantos produtores que o cooperativismo floresceu na cidade e que ajudou a consolidar Piracicaba no mapa de uma das regiões agrícolas mais promissoras do país. (Claudete Campos)