Unimep nega corte em bolsas do ProUni

A Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba) garantiu que os alunos bolsistas do ProUni (Programa Universidade para Todos) não perderão seus benefícios. A confirmação veio ontem, por meio de nota da assessoria em imprensa da instituição, um dia após o JP publicar matéria com alunos que poderiam perder o benefício por problemas internos da gestão da Unimep. 
 
Na nota, a universidade esclarece que os alunos contemplados com bolsas do Prouni não correm o risco de perdê-la, salvo nas condições previstas pelo Manual do Bolsista do Prouni. A Unimep lembrou que o manual está disponível na internet no site do MEC e destacou as situações que podem levar ao encerramento da bolsa são a não realização de matrícula no período letivo correspondente ao primeiro semestre de usufruto da bolsa, “ou seja, o bolsista é contemplado com a bolsa, mas não comparece à instituição para efetivar a sua matrícula” e encerramento da matrícula do bolsista, com consequente encerramento dos vínculos acadêmicos com a instituição.
 
De acordo com a Unimep, outros motivos para o fim do contrato do ProUni deve-se a conclusão de curso no qual o bolsista está matriculado; na não aprovação em, no mínimo, 75% do total das disciplinas cursadas em cada período letivo; inidoneidade de documento apresentado à instituição ou falsidade de informação prestada pelo bolsista, a qualquer momento; término do prazo máximo para conclusão do curso no qual o bolsista está matriculado; mudança substancial da condição socioeconômica do estudante.
 
A assessoria da universidade reforçou que o usufruto, simultâneo, em cursos ou instituições de ensino diferentes, da bolsa de estudo concedida pelo Prouni e do financiamento do Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior) também pode ser motivo para corte da bolsa. Além disso, lembrou que, quando o estudante deixar de apresentar documentação pendente na fase de comprovação das informações, referente ao seu ingresso na instituição; decisão ou ordem judicial; também pode haver o encerramento da bolsa. “Os alunos serão convocados para a assinatura do termo coletivo, porém, todos que possuem o direito já estão cadastrados e terão seu benefício preservado”, finalizou.