Unimep propõe recontratar 49 professores demitidos

professores Professores fizeram protestos contra demissões ano passado. (Foto: Claudinho Coradini / JP)

O IEP (Instituto Educacional Piracicabano) sugeriu a recontratação dos 49 professores demitidos em julho pela Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba). A decisão da mantenedora aconteceu dentro do prazo sugerido pelo MPT (Ministério Público do Trabalho) na semana passada e deve ser juntada à ação civil que corre desde o ano passado. Representantes do Sinpro (Sindicato dos Professores de Campinas e Região) e da Adunimep (Associação dos Docentes da Unimep) confirmaram o recebimento da proposta.

A diretora do Sinpro Campinas, Conceição Fornasari, informou que anteontem à noite, com a sugestão em mãos, os professores se reuniram em assembleia coordenada pela Adunimep e Sinpro. “Nela, os professores tomaram conhecimento da proposta que a mantenedora enviou para a Justiça do Trabalho. Nessa proposta, o IEP propõe a recontratação e não readmissão dos professores dispensados. Apesar disso, acredito que o resultado é uma vitória importante, só que ficou acondicionada a volta dos docentes aqueles que quiserem permanecer na Unimep a migração para a carreira nova e os que não quiserem permanecer, entrarem no Plano de Demissão Voluntária de docentes (PDVD)”, apontou a sindicalista.

Apesar da realização da assembleia, na tarde de ontem, Conceição enfatizou que os professores ainda não decidiram seu posicionamento sobre o assunto. “Nós analisamos esta proposta, mas não a votamos. Portanto, nem aceitamos e nem a recusamos, apenas a conhecemos e depois vamos debatê-la”, afirmou. O sindicato aguarda a manifestação da Justiça do Trabalho, da 2ª Vara de Piracicaba, “já que o IEP enviou esta proposta diretamente a Justiça”.

Por meio de nota, a assessoria do MPT informou que “vai aguardar a decisão do judiciário da comarca de Piracicaba a respeito do tema” e que, possivelmente, “a manifestação dos trabalhadores será apresentada no processo, para embasar tal decisão”. Procurada pela reportagem, a mantenedora da Unimep não respondeu aos questionamentos enviados.

( Felipe Poleti)