UPA Vila Sônia fecha para desinfecção neste sábado

UPA Unidade de Pronto-Atendimento da Vila Sônia. ( Foto: Claudinho Coradini/JP)

A partir de hoje (20), a Secretaria Municipal de Saúde começa o serviço de desinfecção terminal e geral das quatro UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e do COT (Central de Ortopedia e Traumatologia). Para que o procedimento seja realizado, cada unidade permanece fechada durante o período de 24 horas, a partir das 7 horas do dia agendado para o serviço. O procedimento é feito com aplicação de produtos químicos e a primeira unidade a passar por higienização é UPA Vila Sônia. Pelo fechamento do local, os pacientes da UPA Vila Sônia serão atendidos nas demais unidades de saúde da cidade. O mesmo ocorrerá com os pacientes das outras UPAs e da COT, conforme o cronograma de fechamento.

As próximas unidade a ser fechada será a UPA Vila Cristina, no dia 27. Em novembro, serão fechadas para desinfeção terminal e geral a UPA VIla Rezende, no dia 10; a Central de Ortopedia, no dia 17; e a UPA Piracicamirim no dia 24 de novembro. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, durante o fechamento das unidades, a população contará com o suporte do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para eventuais transferências de pacientes que precisem de atendimentos de urgência e emergência.

Por nota, a prefeitura informou que logo após o prazo estipulado pela empresa higienizadora, as unidades serão reabertas ao público. Os pacientes que precisarem dos serviços de pronto atendimento nessas datas e períodos especificados devem procurar outras unidades. Dessa forma, a população não será prejudicada.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o procedimento de desinfecção terminal é fundamental para garantir que as unidades fiquem livres da presença de vetores causadores de doenças. Para eficácia do procedimento, a cada dois anos é realizada a higienização terminal e cada seis meses ocorre uma higienização básica, de caráter preventivo.

LIMPEZA TERMINAL — Entende-se por limpeza terminal a higienização completa das áreas de uma unidade de saúde, como também a desinfecção para a diminuição da sujidade e redução da população microbiana. A desinfecção é realizada de acordo com uma rotina pré-estabelecida, habitualmente ou quando necessário. Além da limpeza da unidade, outros mobiliários e equipamentos, que têm contato direto com pacientes também passam pelo procedimento.

(Eliana Teixeira)