Vettel aponta Hamilton como favorito: ‘Superá-lo seria minha maior satisfação’

Na primeira coletiva de imprensa da temporada 2018 da Fórmula 1, realizada nesta quinta-feira, em Melbourne, a maior parte das perguntas direcionadas ao alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, tinha de alguma maneira relação com o atual campeão, o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, que estava sentado ao seu lado.

Vettel não se mostrou incomodado com a situação e admitiu que Hamilton é o adversário a ser batido mesmo. A disputa já começará no GP da Austrália, neste domingo. “Acho que a Mercedes está forte de novo e acho que o Lewis é o favorito para este ano. Mas a temporada é longa então ainda não dá muito para prever o que acontecerá. Superá-lo seria minha maior satisfação.”, afirmou.

Hamilton faturou três dos últimos quatro campeonatos da Fórmula 1. No ano em que não ganhou, seu então companheiro de Mercedes, Nico Rosberg, foi o vencedor, em 2016. Coincidentemente, Vettel vai para sua quarta temporada na Ferrari.

Antes de ir para a escuderia italiana, o alemão havia conquistado quatro títulos consecutivos com a Red Bull. Nesta quinta-feira, por estar ao lado do inglês durante a entrevista, Vettel preferiu não apontar defeitos do provável principal rival da nova temporada.

“Acho que ele vem fazendo um trabalho, muito, muito bom nos últimos anos. Sei que todos temos pontos fracos. Faz parte de nossas características, da maneira que pilotamos. Mas não penso muito a respeito disso. Penso em melhorar sempre naquilo que preciso evoluir”, afirmou o alemão.

Hamilton aproveitou o gancho da pergunta e brincou sobre o fato de ele ser o adversário a ser batido. “Acho que tenho o mesmo ponto fraco de muitos que estão aqui. Todos mundo gosta de panquecas. Essa é realmente minha única fraqueza”.

Questionado sobre a qualidade do carro da Ferrari para este ano, Vettel optou por ser cauteloso. Também fez questão de enfatizar que isso não era pessimismo, mas apenas a falta de parâmetros de comparação por ainda a temporada não ter começado.

“Temos muitas razões para estarmos confiantes. Nosso carro é excelente. Há muito por vir e nesse exato momento a gente não sabe muito bem como os outros carros estão. Baseado nos testes, acredito que estamos em boa forma. Poderíamos estar melhores, mas é sempre assim”, finalizou.