Vice-governador garante verba para estrada do Ceasa

O vice-governador Márcio França (PSB) garantiu a destinação de verba para a recuperação da estrada SPA Dorival Pardi — a estrada do Ceasa — que liga as rodovias SP-127 (Cornélio Pires) e SP-308 (do Açúcar), em visita a Piracicaba na manhã de ontem. A confirmação da garantia dos recursos foi divulgada pelo deputado estadual Roberto Morais (PPS) e pelo prefeito Barjas Negri (PSDB), que estiveram em reunião de portas fechadas com França, antes da sua palestra na Acipi (Associação Comercial e Indústria de Piracicaba).
 
Em outubro do ano passado, a discussão sobre de quem seria a responsabilidade de recuperação da via foi concluída após a Artesp (Agência Reguladora de Serviços Delegados de Transporte do Estado de São Paulo) afirmar que cabe à Prefeitura de Piracicaba e não a concessionária AB Colinas recuperar o pavimento do local. 
 
“Essa já era uma negociação antiga que nós fazíamos com Estado e DER (Departamento de Estradas e Rodagens). Há um mês ele nos pediu o projeto e o mesmo foi entregue a um orçamento de R$ 5 milhões. Hoje (ontem), reiteramos o pedido e o vice-governador garantiu que liberaria o dinheiro”, disse Barjas.
 
O prefeito lembrou que antes da destinação do recurso será enviado projeto para aprovação do convênio com o Estado pela Câmara. “Não sabemos ainda se será convênio com o DER ou com a Secretaria de Estado de Planejamento. A notícia foi muito positiva, ele (França) foi muito afirmativo e convicto em nos ajudar”, afirmou Barjas.
 
Segundo Roberto Morais, esta é uma conquista importante para a cidade, bem como para outros municípios da região. “São quatro quilômetros de rodovia que geram muitos transtornos e reclamações há anos. Com esta decisão do vice-governador, os beneficiados serão os empresários e trabalhadores do Ceasa, bem como os moradores da região e das cidades de Saltinho e Rio das Pedras. Estou muito feliz e grato ao Márcio França”, disse Morais.
 
Barjas disse que este era o único pedido de urgência feito junto ao Estado. “Foi meu único pedido a ele, futuramente faremos outros. Não adianta pedir um monte de coisas e no final acabar vindo aquilo que nem era tão urgente assim. Hoje a demanda era esta rodovia e fomos felizes em conquistá-la”, relatou.
 
Com oito quilômetros de extensão, em quase quatro existem muitas ondulações no asfalto. Nesse trecho, a faixa que separa as pistas está apagada e, em alguns pontos, a pintura de solo tem sinais de desgaste. O acostamento é em terra ou grama. A movimentação de veículos nesta área é intensa, principalmente de caminhões de grande porte, pois a estrada dá acesso à Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo).
 
 França esteve na Acipi para ministrar palestra com o tema “Desenvolvimento Econômico e Social no Estado de São Paulo”. O convite foi de Morais. Prefeitos, vereadores, empresários e autoridades da região prestigiaram o evento.